F1: Os demónios de Lewis Hamilton

Por a 13 Novembro 2019 12:30

Lewis Hamilton admitiu que o título deste ano foi um dos mais difíceis, pelo nível da concorrência, mas também porque teve de enfrentar alguns “demónios”.

Depois da conquista em Austin o piloto explicou um pouco melhor o que quis dizer quando usou essa expressão:

“A cada ano passamos por uma montanha-russa de emoções diferente para chegar onde queremos”, explicou Hamilton. “Cada um de nós luta contra algo na vida. Seja o que for: pequeno ou grande. Tentei mostrar às pessoas que, de fora, as coisas sempre parecem óptimas, mas nem sempre é o caso.

“Também tenho dificuldades com muitas coisas diferentes, lutando contra certos demónios e tentando certificar-me de que estou constantemente a crescer como pessoa”.

“Há sempre um lado sombrio que tenta puxar-nos para baixo e temos constantemente de acordar. Eu olho no espelho e tento levantar-me e dizer ‘sim, tu consegues. Sim, podes estar em forma se dedicares o tempo a isso. Sim, podes vencer esta corrida se deres os passos certos e continuares a acreditar em ti mesmo, e ninguém mais fará isso por ti. ‘

“Trata-se de motivar-me e estou apenas a tentar mostrar um lado que não entendi antes, que somos todos semelhantes de várias maneiras.”

“Nunca pensei que a perda do Niki me atingisse com tanta força”, acrescentou. “Foi realmente perturbador e eu sinto muita falta dele e não percebi o quanto gostava dele, desde o momento em que ele me ligou, quando eu estava de volta em casa, a pedir-me para vir para a equipa, e quando estávamos sentados no hotel em Singapura, no fim de semana em que minha caixa de velocidades partiu na McLaren.”

“Esse foi um ponto difícil para nós no final e também perdemos um jovem [Anthoine Hubert] em Spa. Mais uma vez, vi na TV, vi isso acontecer. Quando algo assim acontece, colocam-se muitas dúvidas na nossa mente e pensamos se é hora de parar ou se devemos continuar, porque há muita vida depois. Ainda quero passar tempo com minha família, ainda quero ter uma família um dia.

“Mas estou tão motivado e gosto tanto de fazer o que faço que acho que não há muita coisa que possa me impedir nesse sentido”.

9
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas F1
últimas Autosport
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.