F1: Os demónios de Lewis Hamilton

Por a 13 Novembro 2019 12:30

Lewis Hamilton admitiu que o título deste ano foi um dos mais difíceis, pelo nível da concorrência, mas também porque teve de enfrentar alguns “demónios”.

Depois da conquista em Austin o piloto explicou um pouco melhor o que quis dizer quando usou essa expressão:

“A cada ano passamos por uma montanha-russa de emoções diferente para chegar onde queremos”, explicou Hamilton. “Cada um de nós luta contra algo na vida. Seja o que for: pequeno ou grande. Tentei mostrar às pessoas que, de fora, as coisas sempre parecem óptimas, mas nem sempre é o caso.

“Também tenho dificuldades com muitas coisas diferentes, lutando contra certos demónios e tentando certificar-me de que estou constantemente a crescer como pessoa”.

“Há sempre um lado sombrio que tenta puxar-nos para baixo e temos constantemente de acordar. Eu olho no espelho e tento levantar-me e dizer ‘sim, tu consegues. Sim, podes estar em forma se dedicares o tempo a isso. Sim, podes vencer esta corrida se deres os passos certos e continuares a acreditar em ti mesmo, e ninguém mais fará isso por ti. ‘

“Trata-se de motivar-me e estou apenas a tentar mostrar um lado que não entendi antes, que somos todos semelhantes de várias maneiras.”

“Nunca pensei que a perda do Niki me atingisse com tanta força”, acrescentou. “Foi realmente perturbador e eu sinto muita falta dele e não percebi o quanto gostava dele, desde o momento em que ele me ligou, quando eu estava de volta em casa, a pedir-me para vir para a equipa, e quando estávamos sentados no hotel em Singapura, no fim de semana em que minha caixa de velocidades partiu na McLaren.”

“Esse foi um ponto difícil para nós no final e também perdemos um jovem [Anthoine Hubert] em Spa. Mais uma vez, vi na TV, vi isso acontecer. Quando algo assim acontece, colocam-se muitas dúvidas na nossa mente e pensamos se é hora de parar ou se devemos continuar, porque há muita vida depois. Ainda quero passar tempo com minha família, ainda quero ter uma família um dia.

“Mas estou tão motivado e gosto tanto de fazer o que faço que acho que não há muita coisa que possa me impedir nesse sentido”.

9
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
MLS
Membro
MLS

Um dos titulos mais difíceis, tá certo. Adversários? Bottas
É que mais ninguém andou nem um pouco perto, inclusive Bottas apenas esteve perto no início da época, depois perdeu -se completamente.

Lewenhart
Membro
Lewenhart

Olhando apenas para a pontuação e a distância para o segundo ao longo da época realmente parece que esta época não foi complicada para LH e para a Mercedes, mas penso que o que LH quer transmitir é precisamente que apesar da diferença pontual esta época foi talvez a mais exigente para ele e a Mercedes desde a era híbrida. A consistência e o saber gerir a época nos momentos cruciais, principalmente nos fins de semana em que a Ferrari estava superior foram a chave do sucesso juntamente com a falta de capacidade da Ferrari e seus pilotos em aproveitar… Ler mais »

Génesis
Membro
Génesis

Parabéns pelo óptimo comentário

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

Muitíssimo bem escrito!

MLS
Membro
MLS

“principalmente nos fins de semana em que a Ferrari estava superior foram a chave do sucesso”

Quantos foram??? 5/6/7 em 21????

MurrayWalker
Membro
MurrayWalker

E que tal 9 a 10 em 19?

Bahrain, Canadá, Áustria, Bélgica, Itália, Singapura, Rússia, Japão, México. Na dúvida Baku. Leclerc foi durante todo o fim de semana de Baku o grande favorito à pole e desperdiçou-a com um acidente. Pior, o atraso na reparação das barreiras, faz com que a Q3 se dispute com a temperatura da pista mais baixa, o que prejudicou o Ferrari de Vettel, que em corrida andou colado aos Mercedes.

js1970
Membro
js1970

MLS sim, sim a Ferrari após as férias de Verão bem como o ano passado e parte de 2017 podia e devia ter sido mais competente, tinha carro para vencer o campeonato de pilotos e não o conseguiu porque encontrou pela frente um piloto que em determinadas fases do campeonato soube aproveitar os circuitos em que podia ter vantagem para vencer e gerir e limitar estragos em outros em que o carro italiano era superior… Para quem era acusado de que mentalmente o britânico era muito fraco a resposta dada pelo mesmo desde 2017 foi simplesmente soberba! E MLS e… Ler mais »

aguia25
Membro
aguia25

👏👏👏

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

Que grande mensagem de um grande campeão!

últimas F1
últimas Autosport