/formula1/f1/f1-magnussen-continua-a-coleccionar-inimizades/
F1: Magnussen continua a coleccionar inimizades | AutoSport

F1: Magnussen continua a coleccionar inimizades

Por a 1 Maio 2018 14:45

Kevin Magnussen já tinha avisado que não estava na F1 para fazer amigos e a sua postura dentro de pista comprova-o. O dinamarquês, que subiu até à F1 pelo programa de jovens pilotos da McLaren, teve um início de carreira titubeante, mas encontrou a estabilidade necessária na Haas para começar a mostrar o seu valor.

Mas há uma característica que começa a ser cada vez mais vincada no piloto… a forma agressiva como defende a posição. E se há vários pilotos que o fazem, Magnussen tem uma tendência para ir além do limite do aceitável. O piloto da Haas Já teve problemas com vários adversários e todos chegaram ao fim  com o mesmo discurso… que é um piloto com uma postura perigosa e anti-desportiva.

Já são vários os casos em que apontam o dedo a Kevin Magnussen e começa a ser tempo do piloto talvez repensar a sua postura, algo que não parece que vá acontecer tão cedo. Magnussen é um piloto com qualidade, mas que nunca encontrou a casa certa para se mostrar. Agora na Haas já pudemos ver um pouco mais do que é capaz mas esta tendência para acumular inimizades em pista poderá começar a sair caro ao piloto.

Até onde vai o limite da defesa? É um tema que levanta muitas questões e que não reúne unanimidades. Verstappen com a sua manobra típica de atirar o carro para a trajectória escolhida pelo oponente que tenta a ultrapassagem, iniciou um debate que levou a FIA a rever as regras. A maioria achava que o holandês exagerava e provavelmente com alguma razão. Um piloto não deve facilitar a ultrapassagem mas deve também aceitar quando esta se torna inevitável, até por razões de segurança. O exemplo clássico que se pode dar é o de Ricciardo que quando teve Verstappen na curva 2 em Baku apertou ao máximo o piloto sem nunca lhe tocar e quando viu que o toque poderia acontecer, abriu um pouco e deixou ir o colega de equipa. O que Magnussen fez a Gasly foi perigoso e desnecessário. A penalização e os pontos subtraídos à licença são um primeiro aviso merecido.

 

 

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
Subscribe
Notify of
12 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas F1
últimas Autosport
f1