F1: Leclerc não sente pressão na Ferrari

Por a 12 Agosto 2019 17:15

Charles Leclerc tem confirmado o rótulo de estrela emergente da F1. As primeiras exibições do piloto da Ferrari tem sido muito boas e tem conseguido até suplantar o seu colega de equipa.

Leclerc admitiu que o maior desafio desde a sua mudança da Alfa Romeo para a Ferrari não foi a pressão extra, mas sim a quantidade de pessoas que trabalha na Scuderia:

A pressão, eu não a sinto “, disse Leclerc. “Obviamente, ser piloto da Ferrari é um sonho, mas também é muito mais trabalhoso. Temos de trabalhar o máximo possível, quando chegamos a uma equipa de topo. Há muita gente e temos de aprender a trabalhar com tantas pessoas. Esse tem sido o maior desafio para mim.”

Leclerc também admitiu que era natural a Ferrari tivesse um período de adaptação a trabalhar com ele:

“Definitivamente, vai nos dois sentidos”, disse ele. “Obviamente, estou a aprender a trabalhar com eles, mas eles estão também a aprender a trabalhar comigo: o que eu prefiro em termos de afinação em geral, qual é o equilíbrio do carro como gosto de guiar…Vai melhorando corrida após corrida.”

21
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
RogerM
Membro
RogerM

Se o Mick estivesse a fazer agora um brilharete na Sauber ou até na F2…tanto o Vettel como o Leclerc podiam começar a dar corda aos sapatos.

Madruga
Membro
Madruga

Mick < Alfa Romeo < Ferrari

marginal
Membro
marginal

Isto não é a RB…
E eu prefiro que não seja!

sr-dr-hhister
Membro
sr-dr-hhister

A Ferrari é o exacto oposto da RB. São extremamente conservadores.

jo22101626
Membro
jo22101626

A história dos se’s

RogerM
Membro
RogerM

Vocês não entenderam o comentário. O Mick só com o sobrenome que tem…consegue ter grande peso em entrar na F1. Principalmente com a Ferrari.

Jarbas online
Membro
Jarbas online

É só mesmo pelo sobrenome que ele irá conseguir entrar na fórmula 1,talvez com a saber, mas que não está a demonstrar capacidades, isso é verdade

js1970
Membro
js1970

zzzzzzz zzzzzz zzzzzzz

js1970
Membro
js1970

zzzzz zzzzzz zzzzzzz

can-am
Membro
can-am

Isso é o que ele diz.Mas não é o que se tem visto.
Tem cometido imensos erros,maiores ou menores,que tem minado muitos resultados. Parece conduzir sempre no fio da navalha.O que é mau.

831ABO
Membro
831ABO

Concordo. Ele está a querer mostrar-se o melhor piloto e o mais rápido dentro da equipa e está constantemente ao ataque, desde os TL até à bandeira de xadrez. É evidente que ele sente pressão, quanto mais não seja a que coloca sobre si próprio. Depois os erros acontecem, como a batida nos treinos livres em Baku. E, como ele mesmo confessa, ainda tem muito para aprender na gestão do desgaste dos pneus, que destrói ao conduzir de forma demasiado agressiva. Mas ele é muito jovem e tem tempo para aprender.

sr-dr-hhister
Membro
sr-dr-hhister

Eu gosto bastante do Leclerc mas quando olho para ele vejo a imagem de um jovem à margem do suicídio. Digo isto em sentido figurado, claro. Quero com isto dizer que parece ter picos emocionais bastante variados, como se algo na sua cabeça não esteja bem. É uma sensação estranha!

831ABO
Membro
831ABO

Ele é companheiro de um piloto que foi quatro vezes campeão do mundo e teve uma época desastrosa em 2014. Toda a gente dizia, com base nessa péssima época de 2014, que ia ser fácil ao Leclerc bater o Vettel, mas as coisas não correram exactamente dessa maneira: o Vettel não é, afinal, o «sitting duck» que faziam dele, e o Leclerc tem de andar no limite para o bater.
Os erros do Leclerc dizem mais sobre o valor do Vettel do que sobre um hipotético desvalor do Leclerc.

no-team
Membro
no-team

lol

RogerM
Membro
RogerM

Também estou a achar o Leclerc a tentar mostrar serviço andando nos limites possíveis do carro para poder bater o Vettel. Tal como o Vettel fazia para bater o Hamilton…levando depois às suas trapalhadas. Aliás considero os dois num nível semelhante. São das duplas mais equilibradas no grid atual.

Koluirty
Membro
Koluirty

Do discordo do objectivo apontado, ele anda nos limites para tentar acompanhar o Verstappen e os Mercedes, o papel dele na Ferrari é o de lebre, so na cabeça dos fãs é que o parceiro de equipa é o homem a bater, (excepto quando a equipa é domonante em absoluto como com o Hamilton e o Rosberg) ou quando se trata de uma equipa de trolls (Haas)

pedro_speed
Membro
pedro_speed

É preferível cometer os erros agora e aprender com eles. Depois para o ano já estará mais forte e maduro para enfrentar os adversários.

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

Mas é para isso que servem estas épocas. Para cometer erros. Não há nenhum piloto no plantel actual que não tenha tido anos horrorosos cheios de erros, Leclerc não é diferente. Eu não sei porque esperam que os jovens venham já super consistentes e andem sobre carris como os veteranos.

Erros como está a cometer agora só preocupa se estiver no seu 3º ou 4º ano, aí sim tem de começar a ser bem consistente, porque os erros pesam bem mais.

Koluirty
Membro
Koluirty

correctissimo, penso eu, e é isso que deixa mal o Gasly, cometem ambos erros mas um anda a par do parceiro de equipa e o outro fica a 1 volta…

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

Desde que saiba lidar com a pressão quando a sentir… Porque digo o mesmo que digo para Verstappen. Não é o mesmo ter pressão para ganhar corridas num ano em que não luta por nada, do que fazê-lo ao longo de 21 corridas com o peso de perder o título por não saber lidar com a pressão. Mas o futuro dirá. O potencial está lá todo.

garantia4
Membro
garantia4

Tenho duvidas. Na alemanha o Seb viu-se obrigado a arrancar la de tras, ficando por 1 vez tudo em cima dos ombros do Charlie. É só ver a cara dele antes de subir para o SF90, fora o resto a seguir na corrida que está nos onboards como repito sempr…….

últimas F1
últimas Autosport