F1: De regresso a uma das melhores e mais exigentes pistas do mundo

Por a 9 Outubro 2019 17:00

É tempo de voltar a Suzuka. Uma das pistas preferidas dos pilotos e uma das mais exigentes do calendário. A 17ª ronda do campeonato do mundo de F1 tem como palco uma das pistas mais míticas e onde a paixão dos fãs se faz sentir de forma especial.

Este será o 31º GP em Suzuka, que decorreu pela primeira vez em 1987, com Gerhard Berger a ser o grande vencedor da prova. Desde então a pista da Honda tem sido palco regular para a F1. 15 pilotos inscreveram o seu nome na lista de vencedores e 13 na lista de detentores da pole. Michael Schumacher é o homem que mais sucesso conquistou na pista japonesa com seis vitórias seguindo-se Lewis Hamilton e Sebastian Vettel com quatro triunfos para cada um. A McLaren e a Ferrari estão empatadas no número de vitórias conquistadas com sete para cada construtor, seguindo-se a Mercedes com cinco. A pole “deu” a vitória ao seu detentor por 15 vezes.

Link para vídeo AQUI

Previsão de corrida molhada

Na luta cada vez mais renhida entre a Mercedes e a Ferrari teremos provavelmente dois factores a ter em conta. O primeiro terá de ser a Red Bull, que pela primeira vez se apresenta em Suzuka como parceira da Honda, que joga em casa. A Red Bull tendencialmente dá-se bem com os ares japoneses e a exigência do traçado no chassis, costuma enaltecer a qualidade do trabalho que a equipa faz neste capítulo. Apesar das queixas de Max Verstappen, que gostaria de ter outras armas para chegar ao topo, é provável que a equipa se apresente forte em Suzuka.

O segundo factor a ter em conta será o mau tempo. O Tufão Hagibis  ameaça o fim de semana e poderá obrigar a mudar o formato pois espera-se que o sábado seja o dia mais afectado pelo mau tempo. A previsão não é animadora e os responsáveis terão de ser ágeis na tomada de decisão que poderá obrigar equipas a também usar soluções de recurso.

Ferrari e Mercedes estão numa luta acesa e se a performance da Scuderia tem convencido, as decisões estratégicas continuam a não convencer. Em Sochi o azar da desistência de Vettel fez a equipa perder uma vitória quase certa. mas a gestão dos pilotos deixou novamente a desejar e não será de admirar que a rivalidade interna aumente a cada corrida. Charles Leclerc é a futura estrela e a Ferrari sabe que tem de acautelar o futuro, mas não pode também deixar de parte um tetracampeão, também ele responsável pelo ressurgimento da Ferrari após anos sem serem capazes de lutar pelo título. A Ferrari tem estado forte, mas a Mercedes é ainda a equipa a bater, com um pacote muito completo, que inclui carro, pilotos e equipa, e que leva para a pista japonesa melhorias no seu carro, com o intuito de minorar a vantagem teórica que a Ferrari tem actualmente. Quem levará a melhor? Difícil de prever, mas a Mercedes deverá ter algum favoritismo (pouco). Este será o primeiro teste “a doer” à nova actualização da Ferrari que até agora tem enfrentado apenas pistas muito especificas, citadinas e com poucas curvas em apoio. A zona dos esses de Suzuka dará uma ideia mais clara do que é capaz o SF90. A Red Bull pode ter uma palavra a dizer e a equipa trabalhou para estar na máxima força nesta jornada e a Red Bull gosta deste tipo de pista com exigência nos chassis. Mas tendo em conta o potencial e a forma actual a Mercedes tem motivos para se considerar favorita… no seco. Pois se chover o cenário muda de figura e aí a Red Bull poderá ser a surpresa.

Link para vídeo AQUI

Meio da tabela renhido como sempre

O meio da tabela promete muito espectáculo como sempre. McLaren continua a ser a referência e lidera de forma algo confortável este “campeonato”, seguida da Renault, Toro Rosso e Racing Point. A Renault continua a tentar melhorar o seu chassis e irá introduzir uma nova asa que se espera possa dar mais competitividade à equipa. A Toro Rosso também joga “em casa” e deverá apresentar-se forte para agradar aos parceiros Honda e a Racing Point continua a recuperar, uma tendência que vem sendo regular desde a pausa de verão.

Alfa Romeo tem desiludido nesta segunda metade e quererá dar um pontapé na crise. Haas está à espreita e quer “roubar” o oitavo lugar à Alfa mas numa pista tão exigente quanto a de Suzuka apenas a chuva e uma boa afinação poderão dar alguma esperança aos americanos. Quanto à Williams… espera-se o costume e haverá curiosidade para ver se a relação com Robert Kubica não continua a azedar.

Horários:

Sexta:

TL1 – 02:00

TL2 – 06:00

Sábado:

TL3 – 04:00

Qualificação – 07:00

Domingo

Corrida – 06:10

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas F1
últimas Autosport