F1: Michelin avalia a possibilidade de entrar na F1

Por a 27 Julho 2018 12:17

A Michelin esta a estudar a hipótese de concorrer para a vaga de fornecedor para a F1. O concurso foi aberto recentemente e a marca francesa está a avaliar as exigências feitas, mas há dois factores que poderão bloquear o interesse:

– o primeiro é obviamente a obrigatoriedade de fornecer pneus de 13 polegadas  durante uma época (2020). Este seria sempre um ponto desfavorável a qualquer candidatura, que não a Pirelli, que já fornece este tipo de material. Para  a Michelin desenvolver um pneu de raiz por apenas um ano não faz sentido, mais ainda por ser de 13 polegadas, um tamanho que definitivamente não interessa.

– o segundo factor está relacionado com a elevada degradação exigida pela FIA. A Michelin é contra esta filosofia e prefere uma degradação gradual, que permita aos pilotos puxarem o máximo possível, sem se preocuparem com os pneus. E do ponto de vista do fornecedor é melhor ter um pneu mais durável.

 

A obrigatoriedade de fornecimento de pneus de 13 polegadas é um grande entrave,  Charlie Whiting admitiu que a situação não é ideal,  e que houve tentativas para prolongar o contrato vigente até 2021, para que esta situação não surgisse, mas o acordo entre o fornecedor actual e a FIA não foi possível. O dinheiro que é necessário para desenvolver um pneu destes para apenas uma época poderá afastar os possíveis interessados, ficando a Pirelli em vantagem clara.

Quanto à degradação dos pneus, a Michelin não gosta deste conceito mas, pessoalmente, acredito que são necessários pneus que permitam uma variabilidade de estratégias. As paragens nas boxes são parte do espectáculo, e temos visto que as estratégias têm um papel importante, pois podem mudar o cenário da corrida, além de valorizar o resto do trabalho da equipa. Do ponto de vista do fornecedor pode funcionar como má publicidade e a Pirelli sofreu isso na pele durante algum tempo, mas uma F1 com menos paragens nas boxes poderá perder algum interesse. Sem dúvida que ver um piloto da dar o máximo volta após volta é apelativo, e há tecnologia suficiente para permitir isso, mas a FIA entende que as paragens nas boxes devem continuar a desempenhar um papel importante. As propostas dos fornecedores terão de ser entregues até ao final do mês de Agosto.

 

 

3
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
necax007
Membro
necax007

Se querem mais paragens, voltem aos reabastecimentos. Os carros ficavam mais leves, o consumo de combustível podia continuar o mesmo e de certeza que quem parava para abastecer, trocava de pneus.

driver-on-track
Membro
driver-on-track

Michelin é uma treta…. quem não se lembra de Indianapolis….

nuz18t
Membro
nuz18t

Fornecer pneus na F1 é mais por uma questao de marketing do que desenvolvimento para o mercado publico, nao sei porque que os 13″ vem sempre á baila…
A Pirelli até tem entregue o que lhe pedem, se nao alterassem constantemente as caracteristicas dos carros ajudava a nao haver tantos compostos e ajudava as equipas a acertar os chassis de uma epoca para outra, agora cada ano que passa é uma loteria nos pneus/chassis…
Mas dois fornecedores até é a melhor maneira de estes fazerem as boas borrachas, haja concorrencia…

últimas F1
últimas Autosport