/velocidade/wec/wec-muita-luta-esperada-na-estreia-do-mundial-em-portugal/
WEC: Muita luta esperada na estreia do Mundial em Portugal | AutoSport

WEC: Muita luta esperada na estreia do Mundial em Portugal

Por a 10 Junho 2021 14:19

Serão 94 pilotos divididos entre 32 carros que visitam o Autódromo Internacional do Algarve de 11 a 13 de junho para as 8h de Portimão, a segunda ronda do WEC.

Será a quarta vez que um evento do Mundial de Resistência tem a duração de 8 horas, já que normalmente as corridas duram 6 horas. Conta-nos a estatística que nas provas com duração de 8 horas a taxa de carros que chegam ao final da prova é de 91%, por isso podemos contar com uma prova renhida até ao último minuto.

Dois pilotos portugueses lutam pelo primeiro posto na categoria LMP2. Filipe Albuquerque (United Autosports USA) é primeiro na tabela de pontos com 26 pontos e António Félix da Costa (JOTA) é segundo com 18 pontos. No entanto, Albuquerque não estará presente na ronda portuguesa, tendo na mesma altura um compromisso no IMSA, a competição norte-americana onde o piloto português também compete. Como tal, António Félix da Costa é o nosso único representante nas 8 horas de Portimão.

Lista de Inscritos
Na categoria máxima do WEC, os hipercarros, Portimão marcará a entrada do hipercarro da Glickenhaus Racing na competição. A estrutura norte-americana não esteve presente nas 6h de Spa, a primeira prova do Mundial e traz a Portugal a nova máquina que será pilotado pelos pilotos ex-Ford GT Ryan Briscoe e Richard Westbrook, que se juntam a Romain Dumas, que foi Campeão do Mundo de Resistência em 2016. É o quarto hipercarro inscrito na competição, sendo adversário das duas máquinas da Toyota (GR010 – Hybrid) e da máquina da Alpine (A480 – Gibson).

Nos LPM2 a competição é sempre renhida e Portimão não deverá ser exceção. São 11 concorrentes sendo a JOTA a única equipa neste pelotão que traz mais que um carro, com o #38 a ser pilotado pela tripla António Félix da Costa/Anthony Davidson/Roberto Gonzalez.
Fora dos inscritos para a prova portuguesa e que estiveram presentes em Spa, ficaram os dois carros da G-Drive e o carro da PR1 Motorsports.

Nos LMGTE Pro a competição fica apenas entre 2 equipas, divididas por 4 carros, com a Corvette Racing a não vir a competir em Portugal. A AF Corse e a Porsche GT Team competem entre si para ver quem é o melhor da categoria. A Porsche GT Team adicionou dois novos nomes às suas fileiras para a corrida. O francês Frederic Makowiecki irá juntar-se a Gianmaria Bruni e Richard Lietz no carro #91. Entretanto, Michael Christensen junta-se à tripulação do #92 ao lado do seu companheiro de equipa do ano passado, Kevin Estre e a Neel Jani.

Nos LMGTE Am são 13 carros. É o maior pelotão nas quatro categorias que compõem o Mundial. Os 13 carros dividem-se por 3 marcas presentes na categoria: 3 Aston Martin Vantage, 6 Ferrari 488 GTE Evo e 4 Porsche 911 RSR. A Kessel Racing faz a sua primeira prova do WEC em Portimão na preparação para a edição deste ano das 24h de Le Mans, com o piloto da Peugeot para 2022 Mikkel Jensen, David Fumanelli e Takeshi Kimura.
A Team Project 1 traz apenas um carro a Portugal, já que o Porsche #46 sofreu um forte acidente no Prologue antes da prova de Spa.

Pontos de interesse

O mais importante e até mais procurado ponto de interesse é a estreia do carro da Glickenhaus. A estrutura submeteu o Glickenhaus 007 LMH recentemente a um teste de resistência durante 30 horas. O comportamento do carro foi bom, com o teste apelidado de “muito encorajador” pela equipa. Para além de um problema elétrico que levou cerca de 1 hora a ser resolvido, a maior preocupação é com a degradação dos pneus com mais de um turno de utilização. Este é um problema que a Alpine também detetou em Spa e tem a ver com o peso dos novos hipercarros e com os pneus da Michelin, que prepara um novo pneu para a categoria em 2022. A equipa prometeu entrar em força na competição, mas Portimão deve servir para analisar o ritmo entre o novo 007 LMH, o Alpine A480 – Gibson e mesmo os melhores LMP2.

A luta pela vitória nos LMP2 é uma das fortes razões para assistir às 8h de Portimão. Se por um lado não temos Filipe Albuquerque em ação no WEC, continuamos a ter um fortíssimo candidato à vitória na categoria: António Félix da Costa e os seus companheiros de equipa a bordo do #38. O carro #22 da United será sempre o candidato natural a vencer, mas a JOTA com os seus dois carros deu provas em Spa que tem armas para lhes fazer frente. Sem a G-Drive em Portimão, a JOTA tem que se precaver com a Racing Team Netherland, principalmente.

LISTA DE INSCRITOS – CLIQUE AQUI

Subscribe
Notify of
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
F1 Forever
F1 Forever
5 dias atrás

Lá vou ter de assinar um mês do eurosport player.

últimas VELOCIDADE
últimas Autosport
velocidade
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x