Pilotos das 6 Horas de Clássicos e Taça Desafio Único correram juntos em Braga

Por a 15 Dezembro 2013 20:08

O reduzido número de carros em prova – onze na Taça Challenge Desafio Único e nove nas 6 Horas de Resistência de Clássicos – levou a organização do C.A.M. a juntar os concorrentes das duas provas realizadas este fim-de-semana no Circuito Vasco Sameiro, com os pilotos dos troféus FEUP a concluírem a sua corrida ao final de quatro horas.

Entre o pelotão dos Fiat Uno, Fiat Punto e Alfa Romeo, a dupla Nuno Pombo/ Pedro Matias levou o seu Punto à vitória, apesar da forte oposição do trio Diogo Gago/ Herculano Antas/ Eduardo Monteiro, que ficaram a 37,3s no final das quatro horas. Os terceiros classificados, Luís Fernandes/ Gonçalo Rodrigues/ Afonso Cidrais/ Tiago Ribeiro (Fiat Punto) também rodaram sempre muito perto da frente da corrida, terminando a 1m14,867s dos vencedores.

BMW triunfa nos Clássicos

Já a prova dos Clássicos, ficou sem uma das formações favoritas muito cedo, o Alfa Romeo GTA da Fábrica Italiana, pilotado por Fernando Van Zeller, Francisco Sotto Mayor, Eduardo Bianchi de Aguiar, Serôdio Borges e Roque Sá, que abandonaram ao final de 40 voltas. Bastante regulares apesar de também terem sofrido problemas de caixa e de sobreaquecimento, a equipa do BMW 3.0 CSi (na foto), pilotado por Luís Sousa, Altino Osório, João Sousa e Hugo Pinto foi a vencedora desta edição de 2013 da maratona minhota.

O carro alemão terminou com 1m22s de vantagem sobre o Datsun 1200 da RP Motorsport, dos portuenses Ricardo Pereira, Nuno Soares (um estreante na Velocidade), israel Pontes e Miguel Monteiro. O pódio destas 6 Horas de Clássicos ficou completo com o Ford Escort MK1 de Pedro Martins, Luís Aguiar, Gustavo Simões, Gil Dias e João Simões, a uma volta do BMW vencedor.

foto: Zoom Motorsport / Ricardo Castro e António Silva

últimas Pistas
últimas Autosport