Mitsubishi Outlander Plug In Hibrido Eléctrico evoluiu em Portalegre

Por a 28 Outubro 2015 12:14

Depois de várias participações ‘privadas’ na Ásia e na Austrália o Mitsubishi Outlander Plug In Hibrido Eléctrico competiu pela priemira vez na Europa, mais precisamente na Baja de Portalegre 500, inscrito pela equipa oficial da Mitsubishi. O veterano Hiroshi Masuoka, duplo vencedor do Dakar, em 2002 e 2003, foi o piloto de serviço, encarregue de dar corpo ao regresso da Mitsubishi às grandes competições de todo terreno. O Outlander PHEV deriva diretamente do modelo de série, e combina um motor de 2,0 litros a gasolina com os motores elétricos que lhe ‘dão’ tração integral.

À partida, Hiroshi Masuoka antevia andar nos lugares da frente “Vamos competir em Portalegre para terminar entre os primeiros com o Outlander PHEV Híbrido” referindo também que o tipo de prova que é a Baja de Portalegre obriga “máxima fiabilidade e robustez de motores e baterias e com esta participação quisemos levar o sistema Plug In Hibrido Elétrico a novos limites”, disse o piloto que estava inscrito no evento Nacional, que no primeiro dia de prova andou na luta com as Mazda do troféu, até que um simples fusível, fez parar um carro que é uma montra de tecnologia, atrasando-o na classificação: ” num carro que é uma ‘nave espacial’ de tecnologia, foi um simples fusível de 12 volts que cedeu. Fomos buscar outro ao Outlander de produção que estava no parque de assistência e voltámos à corrida” revelou ao AutoSport fonte da equipa.

Para Yasuo Tanaka, diretor técnico da equipa e responsável pelo departamento de Investigação e Desenvolvimento de Componentes para Veículos Elétricos: “Este novo conceito plug-in híbrido foi um passo natural pois em 2012 fomos os primeiros a introduzir num carro de produção SUV, o sistema 4X4 Híbrido plug-in. Sendo a Mitsubishi, pensámos em competir com ele somente para provar um ponto. Para já a intenção não é ganhar, mas sim terminar e recolher informação que possamos dar feedback para o desenvolvimento da nova geração plug in híbrido. A Mitsubishi tem nos seus planos um gama completa de híbridos plug-in e o desporto automóvel vai ajudar-nos a refinar o conceito técnico das novas gerações”.
Para os adeptos do TT, a questão que todos querem saber é se a Mitsubishi regressa efetivamente às competições: “É demasiado cedo para dizer que este é um novo recomeço da Mitsubishi no desporto automóvel. Estamos a começar, obviamente há muito interesse mesmo dentro da empresa, mas vamos passo a passo, é um começo. Olhamos para a competição como uma área de desenvolvimento acelerado e toda a informação será processada no Japão. O desporto automóvel é um desafio. É uma experiência fascinante e estamos a aprender. Basicamente demos um passo depois do shakedown”, disse.

No final, o Outlander PHEV terminou na 22ª posição da geral do Evento Nacional: “O Outlander PHEV é fácil de controlar, mas na lama foi bem mais complicado. O motor esteve bem e o binário é constante” disse Hiroshi Masuoka. Agora resta saber se a Mitsubishi continua a utilizar a competição para acelerar o desenvolvimento e pesquisa. A resposta segue dentro de momentos…

últimas TT
últimas Autosport