Dakar: Sensações opostas na Toyota

Por a 11 Janeiro 2019 09:20

A etapa de ontem teve duas faces para a Toyota, já que Nasser Al Attiyah estendeu a sua vantagem para quase nove minutos face ao segundo classificado, Stéphane Peterhansel, mas por outro lado, graves problemas para Bernahrd Ten Brinke e com Giniel de Villiers a parar para ajudar, deixaram a equipa apenas com um carro a lutar na frente. Se algo sucede a Attiyah, acaba-se mais uma vez o sonho nipónico.

A Maratona da etapa 4, trouxe resultados mistos para Toyota Gazoo Racing. À frente do plantel, os líderes da corrida, Nasser Al Attiyah (Qatar) e o navegador francês Mathieu Baumel, estenderam sua vantagem para 8m55, vencendo a etapa de 405 km de extensão.
Por outro lado, houve muito sofrimento para o piloto holandês Bernhard ten Brinke e o seu navegador Xavier Panseri, depois de terem perdido 2h56m02s durante a etapa.

Para Al Attiyah / Baumel, o dia não poderia ter corrido melhor. A dupla começou como o segundo carro na estrada, atrás do vencedor da Etapa 3, Stephane Peterhansel (MINI). Os homens da Toyota Gazoo Racing forçaram o andamento ao longo de toda a etapa, aumentando de forma consistente, embora curta, a sua vantagem, para terminarem com 1m52s de vantagem sobre a equipa do MINI.
Isto significa que Al Attiyah / Baumel está agora quase nove minutos à frente do Peterhansel: “Tivemos uma corrida perfeitamente limpa”, disse o piloto da Toyota Hilux. “O carro esteve perfeito, não temos quaisquer danos”.
A etapa 4 foi a primeira parte da maratona deste ano, o que significa que as equipas não tiveram suporte técnico no bivouac em Tacna. Quaisquer reparações tiveram de ser feitas pelas próprias tripulações, utilizando apenas ferramentas e equipamentos que transportaram consigo no carro.  Para Al Attiyah / Baumel, sua corrida limpa significou uma noite mais fácil em Tacna.

Por outro lado, Bernhard ten Brinke e o navegador francês Xavier Panseri perderam muito tempo perto do início da etapa. A dupla bateu numa rocha, quando rodavam envoltos em poeira espessa, danificando gravemente a roda traseira esquerda do carro. Pararam para fazer reparações, regressaram à pista, mas perderam quase três horas no processo.
Os companheiros de equipa Giniel de Villiers e o navegador Dirk von Zitzewitz, que começou o dia como o 25º carro na estrada, pararam para ajudar os sinistrados do carro #309, mas depois de trabalharem durante mais de uma hora para remover as peças danificadas, deixaram a Ten Brinke e Panseri o ónus de completar as reparações e continuar com a etapa. Como se calcula, perderam ainda mais tempo na classificação geral.

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas DAKAR
últimas Autosport