Africa Race: Elisabete Jacinto vence e dilata liderança

Por a 8 Janeiro 2019 21:10

Elisabete Jacinto venceu hoje a sétima etapa na classe T4 do Africa Eco Race 2019, a primeira disputada na Mauritânia, ao ser a mais rápida entre os camiões a realizar o setor seletivo composto por 480,98 quilómetros cronometrados, cumpridos entre Chami e Gare du Nord. A equipa Bio-Ritmo gastou 4h54m39s a executar o percurso do dia ganhando mais 8m30s ao belga Igor Bouwens, que terminou o trajeto no segundo lugar da categoria. Com este resultado os portugueses mantêm a liderança entre os camiões.

Elisabete Jacinto, José Marques e Marco Cochinho cumpriram quase todo o setor seletivo na frente da sua classe e terminaram a especial no 5º lugar da tabela auto/camião, o que lhes permite subir ao 6º posto da classificação geral conjunta. Depois de disputadas sete etapas, atrás da equipa portuguesa, no segundo lugar dos camiões, segue o MAN do belga Noel Essers com uma diferença de 2h10m. No terceiro posto da geral está o IVECO do belga Igor Bouwens, a 2h17m do trio português.

Para Elisabete Jacinto esta foi mais uma excelente jornada: “hoje o dia correu bem. Foi uma etapa rápida, mas com uma navegação muito difícil. O road-book tinha várias imprecisões e notas muito alargadas que tornam as coisas mais difíceis. Tivemos ainda três travessias de dunas, no entanto, conseguimos passar bem. Fizemos toda a etapa com um bom ritmo, sempre a fundo, e acabámos bem classificados. Não podíamos estar mais contentes com o resultado de hoje”, afirmou a portuguesa na chegada ao acampamento que está instalado em Chami, na Mauritânia. Hoje a equipa Bio-Ritmo® terá a dificuldade acrescida de ter que trabalhar na mecânica do MAN TGS de competição sem a ajuda da sua assistência, uma vez que se trata da primeira parte de uma jornada maratona que termina amanhã.

Nos autos e depois de vários dias na frente da classificação Dominique Laure abandonou… depois de ter vencido a sétima etapa e dilatado a sua liderança.

Tudo se passou quando Laure, após a vitória de etapa de hoje, teve um encontro imediato na ligação com o seu companheiro de equipa, Kuprianov, com ambos a capotar violentamente, ficando os dois Optimis MD  como pode ver nas fotos.

Os dois buggy, ao que parece rodavam lado a lado, tocaram-se, e capotaram várias vezes. Isto significa que iam depressa, e algum descuido ou a irregularidade do terreno fê-los bater, com as consequências que se conhecem. Os veículos ficaram completamente destruídos, mas os ocupantes ficaram todos bem. Um enorme balde de água fria para a equipa. Agora, com comanda é Jean Pierre Strugo.

Nas motos, Alessandro Botturi (Yamaha) continua na frente apesar de ter perdido hoje quase dois minutos e meio para Pal Anders Ullevalseter (KTM) Simone Agazzi (KTM) continua em terceiro.

Na oitava especial do Africa Race 2019 cumpre-se a segunda parte da etapa maratona que será composta por um setor seletivo de 445 quilómetros. Será mais um dia repleto de pistas rápidas e arenosas, mas tendo percorrido centenas de quilómetros sem qualquer ajuda mecânica, os pilotos terão que gerir com precaução a mecânica particularmente porque o último terço da rota será realizada em vários cordões de dunas complexas.

 

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
Scb
Membro
Scb

Excelente prova para a Elisabete. O acidente deve ter sido feio, ainda bem que estão bem. Demasiada descontracção?

últimas Africa Race
últimas Autosport