WRC, Oliver Ciesla: “Pelo menos, um rali dos europeus terá de sair do calendário”

Por a 7 Janeiro 2019 17:01

O calendário do WRC tem dado muitas dores de cabeça ao promotor do campeonato. Muitos países querem entrar no campeonato, o que dificulta as escolhas e são as provas europeias que estão em maior risco de cair. Japão e Safari são duas das provas interessadas.

Oliver Ciesla, líder da empresa promotora do WRC, falou sobre o assunto ao AutoSprint, onde voltou a dizer que não quer que o calendário passe dos 15 ralis – estão 14 neste momento. Além do Japão e do regresso a África, também Croácia e Polónia já manifestaram o interesse de estar no WRC. Muitos dos ralis terminam contrato em 2019 e não é surpresa para ninguém que Córsega e Sardenha são dois dos ralis candidatos a sair, devido ao pouco público, algo que não agrada às marcas.

“Haverá novidades na Europa, já que a maioria dos ralis terminam os seus contratos em 2019, e que, como consequência, temos de negociar com estas organizações. Veremos o que acontece, mas, pelo menos, um rali dos europeus terá de sair do calendário. Além disso, temos de olhar para o leste da Europa, porque existem mercados importantes como a Polónia ou a Croácia, que já mostraram o interesse em entrar”, disse Ciesla.

8
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas Newsletter
últimas Autosport
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.