/ralis/wrc/wrc-kalle-rovanpera-para-mim-e-muito-desconfortavel-acordar-cedo/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=wrc-kalle-rovanpera-para-mim-e-muito-desconfortavel-acordar-cedo&utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=wrc-kalle-rovanpera-para-mim-e-muito-desconfortavel-acordar-cedo
WRC, Kalle Rovanpera: “Para mim, é muito desconfortável acordar cedo” | AutoSport

WRC, Kalle Rovanpera: “Para mim, é muito desconfortável acordar cedo”

Por a 3 Dezembro 2022 18:07

Em declarações à imprensa finlandesa, Kalle Rovanpera revelou algumas situações interessantes, num contexto que foi muito falado, não tanto publicamente, mas nos bastidores do WRC: as organizações, para potenciar as suas provas a todos os níveis, inclusive mediáticos estão a deixar pouco tempo de descanso aos pilotos e às equipas e o AutoSport sabe que este ano esse foi um tema muito discutido. O único piloto que falou disso em termos públicos foi Dani Sordo, que se insurgiu fortemente contra o que são os ralis hoje em dia.
É verdade que no passado, havia ralis, como o Safari com 5.000 quilómetros, mas esses tempos mudaram, na viagem do século os ralis tornaram-se muito diferentes, com uma ‘base’ e realizados em ‘trevo’. Isso trouxe coisas boas e más. O que não parou de subir foi a velocidade dos carros, e comparar a velocidade de um Rally1 face a um Grupo B a diferença no cronómetro é abismal, por causa de tudo o que evoluiu, nem tanto pela potência dos motores, mas nos ralis hoje em dia anda-se muito mais depressa.
E Kalle Rovanperä , numa entrevista que deu a Arto Nyberg para a Unibet, diz que os ralis do WRC: “foram bastante na direção de termos noites muito curtas. Os dias são longos e começam muito cedo. Pode ser que a assistência noturna seja às vezes às oito ou nove da noite. Quando se acrescenta as entrevistas na imprensa, a refeição, o hotel e os vídeos do dia seguinte, são onze horas ou meia-noite quando se pode ir dormir. O despertar pode ser depois das quatro ou cinco da manhã em alguns ralis. Eu tenho um ‘smart watch’ que monitoriza, entre outras coisas, a qualidade do sono, e eu durmo tão mal que a escala nunca está boa. Para além disso, não sou mesmo uma pessoa matinal, não sou bom ao acordar de manhã. Estou de péssimo humor na primeira hora, por assim dizer. Isso não afeta a competição e o desempenho porque a concentração vem da adrenalina, é dessa forma que acordamos para a performance certa. Para mim, é muito desconfortável acordar cedo”, diz Rovanperä.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
Subscribe
Notify of
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
amrnascimento2021_sapo_pt
amrnascimento2021_sapo_pt
1 mês atrás

Para mim,que tenho 65 anos e vi pela primeira vez um carro de rally em troço cronometrado em Março de 1972,o Alpine A 110 do J.P.Nicolas,esta conversa até me dá vontade de rir.Não tem mesmo noção do que passaram os pilotos e assistências do passado…

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas Ralis
últimas Autosport
ralis
últimas Automais
ralis