Vítor Sá testou novo Mitsubishi Evo X

Por a 6 Março 2009 11:32

Vítor Sá e José Camacho testaram ontem o novíssimo Mitsubishi Lancer Evolution X da Sá Competições, que fará a sua estreia amanhã no Rali da Camacha, prova inaugural do Campeonato da Madeira “Coral” de Ralis 2009.

Com a ajuda do pluri-Campeão Nacional de ralis, que actualmente milita no Campeonato Mundial de Produção (PWRC), e de técnicos da Ralliart Itália, estrutura escolhida pela Sá Competições para a preparação da viatura que irá tripular esta época, Vítor Sá percorreu cerca de 60 quilómetros de testes, revezando-se por vezes com Armindo Araújo, como o intuito de encontrarem a melhor afinação o novo bólide da equipa.

Problemas de fiabilidade

Apesar de Araújo ter rodado cerca de 200 quilómetros com o carro em Itália, antes de o mesmo rumar à Madeira, com o intuito de verificar se tudo estava operacional, sem se ter registado qualquer dificuldade, um inesperado problema com a injecção de gasolina, que apesar de não condicionarem grandemente o desempenho do carro, limitam as prestações do mesmo, acabou por condicionar o perfeito desenrolar dos testes.

Este factor acabou por limitar o tempo disponível para Vítor Sá efectuar o máximo de quilómetros ao volante do Mitsubishi, mas, no entanto, os técnicos da Ralliart tudo farão para solucionar o problema, ainda de origem desconhecida, antes do início do Rali da Camacha Desta forma, Vítor Sá poderá encarar a primeira prova do Campeonato sem qualquer tipo de limitações, para além do pouco conhecimento do carro e da adaptação ao novo navegador, José Camacho.

“Carro para lutar pela vitória na Produção”

Contudo, as primeiras impressões do piloto da Sá Competições “foram muito positivas. O carro é novo, é tudo novo, mas gostei muito do chassis do carro e da posição de condução. Apesar de estar consciente que ainda temos muito trabalho pela frente até tudo estar perfeito, penso que temos carro para lutar pela vitória no Agrupamento de Produção. Infelizmente debatemo-nos com um problema de corte de motor que condicionou os testes, mas que vamos tentar solucionar até ao dia da prova”.

Armindo Araújo ‘ajudou’

Quanto à presença de Armindo Araújo, Vítor Sá realçou “que foi uma grande mais-valia a sua presença, pois já trabalha com a Ralliart Itália há algum tempo, e está a fazer um grande esforço para comunicar todas as impressões que sentiu do carro para tentar solucionar o problema”.

O espírito para encarar a primeira prova é “muito bom, embora tenha consciência que nas primeiras três primeiras provas não vai ser fácil conseguirmos retirar todo o potencial do Mitsubishi, mas a partir da terceira prova penso que poderemos discutir as vitórias no agrupamento”, concluiu o piloto.

Armindo Araújo referiu que as coisas “correram relativamente bem, apesar de um problema que vamos tentar solucionar o mais breve possível. Mas o carro tem uma boa base de trabalho, tem um enorme potencial em termos de Agrupamento de Produção e em asfalto é extremamente competitivo, já é mais competitivo que o Evo IX, por isso, eu acredito que o carro irá permitir atingir bons resultados. Vamos ver como as coisas correm no rali”, afirmando ainda que o “Vítor é um excelente piloto, obviamente que tem agora a fase de adaptação, que acredito que será rápida, e deve aproveitar os primeiros quilómetros para conhecer melhor o carro e desfrutar, porque os resultados vão surgir naturalmente”.

Electrónica dá problemas

No que diz respeito à Ralliart Itália, o responsável técnico que se deslocou à Madeira, Alberto Mion lamentou “o problema com o sistema hidráulico do combustível. Vamos tentar descobrir se o problema está relacionado com o tanque de combustível, com a gestão electrónica, ou com o acelerador, que também é electrónico. O carro é novo e a experiência que temos, bem como todas as outras equipas, é escassa, por isso temos que ir descobrindo aos poucos os problemas e tentando solucioná-los à medida que surgem. Mas certamente que vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para solucionarmos o problema antes do rali”.

últimas Ralis
últimas Autosport