“Neste momento tudo é novo!”

Por a 8 Fevereiro 2007 16:33
“Neste momento tudo é novo!”

A dupla Armindo Araújo/Miguel Ramalho iniciará, no Rali da Suécia 2007, a internacionalização da sua carreira desportiva nos ralis. Entre os dias 8 e 11 de Fevereiro, o tetra-campeão nacional disputará, ao volante do Lancer Evolution IX da Mitsubishi Motors de Portugal, a prova de abertura do Campeonato do Mundo de Ralis Produção (PWRC), uma prova que se avizinha difícil e cujo objectivo será amealhar o máximo de pontos para o PWRC 2007.

Muito perto de ver concretizado o sonho de projectar a sua carreira para o nível internacional, Armindo Araújo já reconheceu alguns dos troços que irá disputar nos próximos dias e mostrou-se bastante confiante, apesar de ciente das dificuldades que vai encontrar: “Sabemos perfeitamente que este não é o rali mais indicado para a nossa Equipa. Não temos praticamente nenhuma experiência em neve, apenas fizemos o rali do Árctico como “teste” para a Suécia. Penso que o mais importante será sermos muito calculistas e cautelosos, pois neste rali não teremos muito a ganhar, mas podemos ter muito a perder! Estamos frente-a-frente com pilotos de renome, campeões do mundo, e mesmo muitos pilotos locais que estão completamente familiarizados com estas condições e este tipo de troços”.

Sendo a primeira das 6 provas do PWRC que a Equipa Portuguesa vai disputar – Rali da Acrópole (Grécia), Rali da Nova Zelândia, Rali do Japão, Rali da Irlanda e Rali da Grã-Bretanha – Armindo Araújo quer entrar com o pé direito, mas sem cometer excessos que sabe poderem ser bastante penalizadores: “Pelo que já nos apercebemos, o rali da Suécia vai ser muito difícil. Não há muita neve, o que torna tudo mais complicado pois qualquer erro pode
colocar-nos fora de estrada….onde as bermas estão repletas de troncos e pedras”, começou por explicar. “Neste momento estamos a aprender tudo: troços novos, o tipo de condução é completamente diferente e toda a mecânica do rali é novidade. Como existe um pouco de tudo em termos de especiais – desde trilhos mais lentos, saltos, a zonas muito rápidas – o importante mesmo é estarmos concentrados a 100% e cometermos o mínimo de erros possível.

De qualquer forma, estamos confiantes porque sabemos que toda a Equipa está bem preparada. O nosso objectivo é mesmo amealhar o máximo de pontos que poderão ser preciosos no final do PWRC.”, rematou o Tetra-Campeão Nacional.

Com 22 Mitsubishi inscritos, oito dos quais a competir no PWRC, o Rali da Suécia 2007 é composto por duas Super Especiais de 1,90 km na cidade de Karlstad, disputadas na Quinta-feira e no Domingo. De Sexta-feira até Sábado ao final do dia, os concorrentes rumam para norte de Karlstad, para Hagfors, onde fica situado o parque fechado oficial. As restantes 18 especiais, divididas em 3 etapas, percorrem 1730,35 km, incluindo 342,15 km de troços cronometrados pelas florestas de Hagfors. Depois de um Inverno pouco frio, as temperaturas mais baixas chegaram agora às terras escandinavas, assegurando condições adequadas para a realização da edição de 2007 do Rali da Suécia.

últimas Ralis
últimas Autosport