Juha Kankkunen: “Belos palcos e um rali fantástico”

Por a 14 Maio 2014 12:45

Muitos pilotos internacionais famosos ganharam o SATA Rally Açores ao longo dos anos, incluindo Yves Loubet (1992), Bruno Thiry (1997), Gregoire de Mevius (1999), Markko Martin (2000), Kris Meeke (2009) e Andreas Mikkelsen (2012 ). Mas o mais famoso de todos eles é certamente o quatro vezes Campeão do Mundo de Ralis, Juha Kankkunen, que venceu o rali em 2001 num Subaru Impreza WRC. Conversámos com Kankkunen, o único homem a tornar-se campeão do mundo em três fabricantes distintos.

Juha, o que se lembra do SATA Rallye Açores?
JK: “Na verdade, lembro-me muito bem. Foi em 2001 e nós não realizámos muitas provas porque eu tinha parado de correr com a Subaru no Campeonato do Mundo e a participação deu-se antes de eu rumar à Hyundai. Tivemos a oportunidade de vir aos Açores e fiquei muito feliz por isso. Lembro-me de alguns belos troços e um rali fantástico. De facto, após o rali eu fiquei um pouco mais e dei a volta à ilha de bicicleta para umas pequenas férias. Não é sempre que eu fazia isso depois duma prova pois normalmente estou com pressa para chegar em casa. Mas desta vez eu decidi ficar.”

Foi um evento difícil naquela época?
JK: ” Sim, foi muito complicado e técnico. Lembro-me dos troços sendo muito estreitos e nós tínhamos que ser limpos e precisos, também com as notas de andamento. Tivemos uma boa batalha com o Thomas Rådström, que estava muito perto mas de seguida, no final do dia ele tinha um problema, acho que com o alternador então teve que parar. Em qualquer dos casos, liderou desde o início, pelo que eu fiquei muito feliz por ganhar pois fizemos um bom rali, e foi bom porque que nós tivemos que lutar muito pela vitória.”

Qual foi o seu troço preferido?
JK: “Eu gostava de todos, mas é do troço ao lado de um grande lago que eu me lembro muito bem. Foi realmente espetacular, mas tínhamos que ficar concentrados e não havia muita chance de olhar para o magnífico cenário do rali, apenas nos reconhecimentos isso era possível. Estou certo de que eles ainda usam esse troço agora, pois a ilha não é muito grande: Eu posso imaginar que não há muitos troços diferentes que podem usar” .

O clima dos Açores era um grande desafio?
JK: “Isso foi algo que foi realmente incrível. Eu estava tentando descobrir se o nevoeiro era névoa do mar ou nuvens das montanhas, mas em qualquer dos casos, o nevoeiro era um grande desafio, especialmente no período da manhã. Mas por vezes, apenas alguns minutos depois, tínhamos um sol brilhante e tínhamos que estar preparados para tudo. O rali teve dois dias e foi assim o tempo todo.”

Que conselho você daria aos pilotos para a prova deste ano?
JK: “Acima de tudo apenas para se divertirem. Estes são momentos fantásticos e é sempre um grande prazer pilotar um carro de ralis. E como sempre, têm que se lembrar que para tentar terminar em primeiro, em primeiro têm que terminar a prova.”

Muitos pilotos internacionais famosos ganharam o SATA Rally Açores ao longo dos anos, incluindo Yves Loubet (1992), Bruno Thiry (1997), Gregoire de Mevius (1999), Markko Martin (2000), Kris Meeke (2009) e Andreas Mikkelsen (2012 ). Mas o mais famoso de todos eles é certamente o quatro vezes Campeão do Mundo de Ralis, Juha Kankkunen, que […]

Visualizou de 4 artigos abertos

O AutoSport limitou a 4, o número de artigos
que poderá ler sem fazer login
Para continuar a ler livremente
os artigos AutoSport,
por favor faça login aqui
Caso não esteja ainda registado,
faça agora aqui o seu
registo gratuito
  • Não é possível alterar o nome de utilizador.

    últimas Ralis
    últimas Autosport
    AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png