assinaturas

Azores Airlines Rallye: Quatro primeiros separados por apenas 7.8s

Por a 2 Junho 2016 19:00

Kajetan Kajetanowicz está de regresso ao comando do Azores Airlines Rallyes, depois de bater toda a principal concorrência por mais de dez segundos, com Ralfs Sirmacis a ser terceiro, a 11.0s. Ricardo Moura teve um mau troço, revelando que apanhou uma pedra no meio da especial, desconcentrou-se e a partir daí não conseguir pilotar como devia, acabando por perder mais de onze segundos e com isso a liderança do rali. O piloto açoriano está agora a 5.5.s de Moura, mas o rali vai decidir-se é nas Sete Cidades, Tronqueira ou Graminhais. Neste momento, a procissão ainda vai no adro!

O melhor registo no troço foi para Alexey Lukyanuk, que bateu o polaco por 4.1s, facto que lhe permitiu ascender à quarta posição colocando-se apenas a 7.8s do líder. Assim sendo, na frente, os quatro primeiros classificados estão apenas separados por 7.8s, numa excelente luta na frente do rali.

Relativamente aos portugueses e para além de Ricardo Moura, desta vez foi Zé Pedro Fontes o segundo, conseguindo mitigar os problemas que está a sentir com o motor do DS3 R5. Assim sendo, Moura tem agora 32.6s de avanço para Fernando Peres, que desta feita foi apenas quinto entre os concorrentes do CNR. Terceiro lugar para Pedro Meireles, que dista agora 32.7s de Moura, com João Barros a 36.5s. Fontes recuperou um pouco neste especial e está a 41.2s do líder, e está perfeitamente na luta para reverter a posição em que se encontra atualmente, até porque Peres só dista, para já, menos de dez segundos. Moura, como quase sempre nos Açores, está num rali à parte dos restantes concorrentes lusos.

assinaturas

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas CPR - CAMPEONATO DE PORTUGAL DE RALIS
últimas Autosport