Carlos Fernandes: “Decidiram criar um pódio à parte, entregando um troféu de vencedor a um concorrente com um carro que não é aprovado pela FPAK”

Por a 6 Setembro 2016 17:40

Carlos Fernandes e Valter Cardoso triunfaram no Rali de Viana do Castelo, onde foram novamente os mais fortes do Campeonato FPAK de Ralis. A dupla do Mitsubishi Lancer Evo VI ficou muito próxima do título, mas o piloto saiu de Viana do Castelo com algumas espinhas atravessadas na garganta, mostrando o seu desagrado com a organização do rali minhoto.

“Nesta prova foram atribuídas penalizações de 15 segundos por cada toque nas baias de delimitavam as chicanes da Super Especial. Não é habitual um clube atribuir este tipo de penalização, pois as mesmas são algo arbitrárias, mas de qualquer forma isso está previsto no regulamento da FPAK e como tal não o discutimos. O que achamos lamentável é que ninguém nos avisou no final do dia de sexta-feira que tínhamos sido penalizados em 45 segundos. Só nos informaram dessa decisão antes do primeiro troço de sábado. Ou seja, perdemos 45 segundos num troço de 1,8 km e só nos avisaram quando nos estávamos a preparar para partir no dia seguinte. Claro que o nosso rali ficou condicionado mas ainda assim ganhámos todos os troços do campeonato e só ficámos a 37 segundos de um Porsche 997 GT3, um carro do grupo X5 e que como tal não é comparável com o nosso”, referiu Carlos Fernandes. Apesar de mais uma excelente exibição num rali onde nunca tinha corrido, Carlos Fernandes foi depois confrontado com uma manobra de excepção por parte do clube organizador:

“Cumpriram o regulamento da FPAK com as penalizações na Super Especial mas depois decidiram criar um pódio à parte, entregando um troféu de vencedor a um concorrente com um carro que não é aprovado pela FPAK para a prova. Parece-me contraditório e até uma falta de respeito para com os concorrentes do Campeonato FPAK, que são os únicos que tornam possível a existência destes ralis”, disse Carlos Fernandes. O AutoSport apurou que o Clube Automóvel de Santo Tirso realizou um pódio-extra – não previsto no regulamento – combinado diretamente com o CAST e a Câmara Municipal de Viana do Castelo, entidade que apoiou a prova.

Ainda assim, Carlos Fernandes destacou “o excelente resultado em termos de campeonato e o facto de termos mais uma vez demonstrado a nossa rapidez face a pilotos consagrados. Isso deixa-nos confiantes”, concluiu o líder destacado do Campeonato FPAK. A oitava e penúltima prova da temporada será o Rali Serra do Açor, a 1 e 2 de Outubro.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

últimas Campeonato FPAK de Ralis
últimas Autosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png