Carlo Abarth: O Rei Escorpião

Por a 30 Março 2024 16:39

O seu nome de baptismo era Karl Alberto. Nasceu em Viena, durante o Império Austro-Húngaro, sob o signo Escorpião. Morreu nas vésperas de fazer 70 anos, também sob o signo do Escorpião. Ainda adolescente, foi para Itália, depois de ter mudado o nome para Carlo Alberto – e, entre 1925 e 1927, desenhou chassis de motos e de bicicletas para a Castagna. Regressou à Áustria e trabalhou, durante sete anos, para a Motor Thun e Joseph Opawsky.

Foi nessa altura que se tornou piloto de motos, ganhando a sua primeira corrida aos comandos de uma James Cycle, em Salzburg, a 29 de Julho de 1928. Campeão da Europa por cinco vezes, nunca abandonou o seu trabalho de engenheiro. Porém, um grave acidente em Linz interrompeu a sua carreira de piloto.

Em 1933, desenhou um sidecar, com o qual bateu o Expresso do Oriente, no percurso entre Viena e Ostende.

A partir de 1934, passou a viver definitivamente em Itália. O encontro com o genro de Ferdinand Porsche, de seu nome Anton Piech, iria mudar a sua vida – profissional e pessoal. Casou-se com a secretária de Piech e, depois de um longo período de convalescença, no hospital, após um acidente de competição na Jugoslávia, em 1938, mudou-se para a região de Merano, de onde a sua família era originária. Nessa altura, conheceu não apenas Tazio Nuvolari, como finalmente a família completa de Ferry Porsche e, com o engenheiro Rudolf Hruska e Piero Dusio, fundou a sua primeira empresa de construção de automóveis.

Chamava-se “Compagnia Industriale Sportiva Italia” (ou CIS Italia) e deu origem à Cisitalia, funcionando basicamente como agência em Itália da Porsche. O seu primeiro produto desta cooperação foi um fiasco – o “Tipo 360”, um protótipo de F1, também conhecido por Porsche 360. O projecto da Cisitalia terminou qua do Dusio viajou para a Argentina, em 1949. Foi então que, em conjunto com Armando Scagliarini, Abarth fundou, em Turim, a Abart & C. Estava-se a 31 de Março de 1949. Usando o seu signo, Escorpião, como logo tipo, a Abarth construiu diversos carros de competição, bem como escapes de alta-performance, que ainda são fabricados. Em 20 de Outubro de 1965, o próprio Carlo Abarth estabeleceu diversos recordes de velocidade, em Monza. A companhia foi vendida à Fiat a 31 de Julho de 1971, mas Carlo continuou ligado ao seu projecto, como CEO, mesmo depois de ter regressado a Viena, onde morreu.

Subscribe
Notify of
2 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
últimas AutoSport Histórico
últimas Autosport
autosport-historico
últimas Automais
autosport-historico