E no princípio era o verbo…

Por a 14 Outubro 2007 14:45

O AutoSport comemora este ano 30 anos de publicação, e nada melhor para começar esta série de histórias sobre este “trintinha” do que recordar os tempos de berço e de como nasceu um projecto que iria mudar definitivamente
o panorama das publicações dedicadas ao automóvel em Portugal.

José Vieira, o primeiro “pai” e director do AutoSport lembra do momento em que o seu telefone toca na redacção do “Auto Mundo”: «Era o dr. Vítor Direito, a convidar-me para almoçar e falar-me de uma ideia que tinha para um jornal de automobilismo.»

Passado pouco tempo, José Vieira ficou mandatado por uma das grandes referências do jornalismo português (que foi depois co-fundador do “Correio da Manhã”), para criar de raíz um semanário de desporto automóvel:

«Numa época em que apenas se publicava o “Motor” e emque haviam escassos títulos dedicadas ao automóvel em Portugal. Aliás, naquela época o comércio e indústria era muito incipiente, e as corridas é que movimentavam
paixões». Foi o próprio José Vieira a escolher o nome AutoSport «já que as publicações de referência lá fora eram o AutoSport inglês e o Motoring News».A empresa que lançou este projecto foi a Cooperativa Editora de Impressão Gráfica (CEIG), que nasceu das cinzas do jornal “A República” e tinha fortes ligações ao Partido Socialista:

«os homens-fortes da CEIG eram o Raúl Rego, Tito Morais e Gustavo Soromenho, e era lá que se editava a “Acção Socialista”, curiosamente a primeira impressora em que foi impresso o AutoSport tinha a marca PSD”, explica José Vieira.

Equipa fundadora Em tempo recorde, José Vieira constitui uma redacção composta por jovens que davam os seus primeiros passos no jornalismo, e outros já com experiência acumulada. Além de José Vieira, nomes como Fernando Petronilho, Hélder de Sousa, Pedro Castelo. Adriano Cerqueira, Rui Cunha, José Megre, Jorge Pego, Jorge Curvelo, Rui Cavaleiro, Silva Fernandes, Cardoso Lima, Domingos Piedade, José Pinto, Manuel Romão e Jorge Tavares constituiram a primeira redacção do AutoSport, entre jornalistas e colaboradores.

No que respeita à fotografia, a agência Photopress, Dina Lopes, Filipe Fernandes e Jorge Tavares ilustravam o número “zero” do AutoSport, distribuído no Circuito de Vila do Conde em Agosto de 1977, e que anunciava a chegada de um novo jornal às bancas.

No dia 1 de Setembro desse ano um Ferrari fazia a primeira das 1590 capas do semanários dos campeões. A vitória de Niki Lauda na Holanda, a reportagem de uma inesquecível jornada em Vila do Conde davam também a matriz fundadora de um jornal que ao longo de três décadas a soube preservar.
A paixão pelo automobilismo.

últimas MAIS MOTORES
últimas Autosport