/formula1/raikkonen-estraga-a-festa-de-alonso/
Raikkonen estraga a festa de Alonso | AutoSport

Raikkonen estraga a festa de Alonso

Por a 26 Abril 2008 14:10

O resultado do Bicampeão Mundial não foi obra de uma assinalável melhoria do Renault (embora ela fosse evidente), mas devido ao facto da equipa francesa ter apostado numa estratégia de forte impacto junto da “afficion” espanhola, já que o carro de Alonso transportou apenas 30 kg de combustível o que o obrigará, amanhã, a parar perto da 15ª volta, enquanto a generalidade dos outros pilotos apenas deverá rumar às boxes a partir da 21ª passagem pela meta.
No que diz respeito aos consumos a Ferrari parte como claramente favorita à vitória, já que, segundo o enviado-especial do AutoSport apurou em Montmeló, apenas Nick Heidfeld, o 9º classificado, tem mais combustível no carro do que os Ferrari.

Com a primeira linha composta pelos dois Campeões Mundiais, Raikkonen e Alonso, Massa sairá para o GP de Espanha na 3ª posição, tendo ao seu lado o BMW Sauber de Robert Kubica.

McLaren aquém das expectativas

Esperava-se mais da McLaren no Circuit de Catalunya, mas Hamilton e Kovalainen, 5º e 6º, respectivamente, não conseguiram melhor do que posicionar-se na 3ª fila e em nítida desvantagem face a Kubica, já que os dois carros de Ron Dennis vão abordar a corrida com menos combustível do que o monolugar do piloto polaco. Nas posições seguintes ficaram Mark Webber que levou o Red Bull ao 7º lugar, enquanto Coulthard desiludiu não conseguindo ultrapassar o Q1 e Jarno Trulli que, uma vez mais demonstrou o bom momento de forma que a Toyota atravessa, apesar de Glock não ter ido além do 14º posto e penúltimo da segunda fase de qualificação. Heidfeld com o carro muito pesado e com uma estratégia de corrida diferente foi 9º e Nelson Piquet 10º, a primeira vez que o jovem piloto brasileiro conseguiu chegar à derradeira fase da qualificação, facto a que não deverá ter sido alheio o conhecimento que o brasileiro tem do traçado espanhol.

Barrichello, no 11º posto falhou por pouco a entrada no Q3 e classificou-se à frente do seu companheiro de equipa Jenson Button (13º), o mesmo acontecendo a Bourdais que se superiorizou, e muito, ao jovem Vettel, na Toro Rosso.

Corrida favorável à Ferrari

Em condições normais tudo aponta para que o GP de Espanha venha a ser uma corrida controlada pelos dois Ferrari, com os BMW Sauber na expectativa, já que Kubica deverá ocupar um dos primeiros lugares logo desde início e Heidfeld procurará recuperar lugares, principalmente aos McLaren, fruto da sua estratégia para a corrida.

últimas FÓRMULA 1
últimas Autosport
formula1