Kees van de Grint: «Há grande igualdade de tempos, corrida da Austrália será excitante.»

Por a 4 Março 2007 11:40

A Bridgestone Motorsport concluiu na passada semana mais uma sessão de três dias de testes no Circuito Internacional do Bahrain, tendo estado presentes todas as equipas de F1, à excepção da Williams e Spyker F1.

Esta sessão marcou o derradeiro teste de grupo concedido pelo Comité de Testes antes da temporada de Fórmula 1 se iniciar, com o próximo ING Grande Prémio da Austrália, em Melboune, a 18 de Março, dentro de duas semanas.

A Bridgestone disponibilizou as misturas média e dura dos seus pneumáticos, no fundo as mesmas especificações que serão levadas para o GP do Bahrain , que se realiza no próximo dia 15 de Abril.

Perguntas &Respostas com Kees van de Grint, Responsável da Bridgestone Motorsport pelas Operações em Pista:

Que lições retiraram dos testes do Bahrain?

«Vimos mais progressos das equipas, à medida que se vão adaptando às mais recentes especificações de pneus e os resultados corresponderam largamente às nossas expectativas. Foi interessante verificar nos primeiros dias, quando a pista estava ainda muito suja, que os pneus mais macios tiveram uma clara supremacia sobre os mais duros mas, à medida que o asfalto foi ficando com mais borracha, essa diferença diminuiu, o que foi de encontro à nossa opinião. Os testes decorreram com a temperatura mais elevada até ao momento e não houve qualquer problema técnico com os pneus. O teste na Malásia deverá ser ainda mais quente, pelo que esse será o nosso próximo desafio.»

Que quantidade de informação foi garantida às equipas ao longo dos testes de Inverno?

«Respondemos a todas as questões que as equipas nos colocaram e agora podemos verificar o progresso que elas fizeram na compreensão dos nossos pneus e no desenvolvimento dos carros para fazerem a melhor utilização deles. Normalmente, quando se responde a uma questão temos duas questões mais em seguida, mas todos se mostraram muito satisfeitos com as informações e soluções fornecidas.»

Quais as suas expectativas para o início da temporada, em Melbourne?

«Pelo que nos foi dado possível verificar nos testes do defeso, creio que iremos ter uma excelente corrida na Austrália. Tudo dependerá de vários pormenores e das incidências da prova, mas olhando para a igualdade de tempos verificada entre as principais equipas, estou certo de que será uma corrida excitante.»

últimas FÓRMULA 1
últimas Autosport