/formula1/k-van-de-grint-bridgestone-a-temperatura-vai-determinar-que-pneus-utilizar/
K. van de Grint (Bridgestone): «A temperatura vai determinar que pneus utilizar» | AutoSport

K. van de Grint (Bridgestone): «A temperatura vai determinar que pneus utilizar»

Por a 10 Maio 2007 16:59

Os pneus têm sempre um papel muito significativo no desenrolar das corridas de Fórmula 1 e o fim-de-semana que se aproxima não é excepção. Para Kees van de Grint, Responsável da Bridgestone Motorsport pelas Operações em Pista, a pista de Barcelona está agora menos exigente com os pneus do que em anos anteriores, depois das modificações realizadas no circuito, mas a escolha de pneus ainda encerra algumas questões, já que apesar da marca japonesa ser de opinião que a mistura média é a mais indicada, as temperaturas actuais são distintas de Fevereiro ou mesmo da passada semana, pois chegou mesmo a chover, por isso a opção por misturas mais duras pode ser a solução caso a temperatura aqueça demasiado.

Quais os desafios do Circuito da Catalunha?

«No passado, a natureza deste circuito provocava uma grande degradação e granulamento nos pneus, especialmente no dianteiro esquerdo. No entanto, isso deixou de constituir uma preocupação, uma vez que a construção dos pneus de 2007 proporciona um bom equilíbrio para os carros e isso, aliado às mudanças que a pista sofreu e à introdução da chicane, que torna a velocidade mais baixa nas curvas finais, resultou num circuito menos exigente, pelo menos em termos do ponto de vista de um fabricante de pneus.»

Quais foram as conclusões dos testes de Fevereiro e da passada semana?

«Relativamente ao testes da passada semana, ficou evidente que a mistura média é, no seu conjunto, a mais competitiva. Mas temos de ter em atenção que as temperaturas da pista na passada semana e em Fevereiro estiveram baixas e também tivemos chuva, o que quis dizer que apanhámos a pista algo suja nalgumas vezes. Se as temperaturas subirem no fim-de-semana, é muito provável que a mistura mais dura possa vir a desempenhar um papel fundamental. O teste da passada semana também permitiu às equipas experimentarem os pneus para chuva e para condições extremas que, em nosso entender, funcionaram muito bem, cada qual na sua respectiva janela de utilização.»

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas FÓRMULA 1
últimas Autosport
formula1