Haas fecha a porta a Giovinazzi e à Ferrari

Por a 6 Dezembro 2017 14:02

Gene Haas não quer que a sua equipa sirva de trampolim para que as maiores, neste caso a Ferrari, preparem pilotos para eventualmente os ter na Scuderia no futuro. Tal como a Red Bull sempre teve assumidamente com a Toro Rosso, e com a Mercedes a colocar aqui e ali os seus jovens pilotos, Sauber (Wehrlein) e Force India (Ocon) a Haas não parece muito interessada em servir de trampolim.

Desde julho, que o piloto júnior da Ferrari surgiu no cockpit dos Haas nas manhãs de sexta-feira, mas em declarações ao jornal Ekstra Bladet, Gunther Steiner, acha que “isso não ajudou os nossos pilotos. Não posso dizer quão negativo foi, mas não foi positivo. Veremos o que vamos fazer no próximo ano”, disse o líder da equipa no terreno.

Giovinazzi foi deixado de lado na corrida à Sauber para 2018, mas também não vai ter muita sorte na Haas: “Eles perguntaram”, disse Steiner, “mas se não perguntarem, nunca teriam o que querem. Mas não nos pressionaram. Rapidamente esclarecemos que temos dois pilotos confirmados para o próximo ano. Foi bastante claro”. “Nós entendemos o seu desejo de correr, mas neste momento não há lugares disponíveis”, disse o presidente da Ferrari, Sergio Marchionne, à Autosprint da Itália, deixando claro que o futuro de Giovinazzi na F1 não avançará em 2018…

Antonio Giovinazzi tem as portas da F1 fechadas em 2018…

Visualizou de 4 artigos abertos

O AutoSport limitou a 4, o número de artigos
que poderá ler sem fazer login
Para continuar a ler livremente
os artigos AutoSport,
por favor faça login aqui
Caso não esteja ainda registado,
faça agora aqui o seu
registo gratuito
  • Não é possível alterar o nome de utilizador.

    4
    Deixe um comentário

    Please Login to comment
    4 Comment threads
    0 Thread replies
    1 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    4 Comment authors
    Frenando_AfondoCágado1rodríguezbrmPaulo Teixeira Recent comment authors
      Subscribe  
    Notify of
    old-player
    Membro
    old-player

    Mais uma razão para existirem motores de clientes que não sejam de construtores com equipas.

    rodríguezbrm
    Membro
    rodríguezbrm

    Convém também lembrar as manobras sujas deste Steiner para com o Giovinazzi, ao cancelar sem motivo uma FP1 acordada e adiar outra invocando condições meteorológicas que o iriam penalizar, “previsões”completamente falhadas. Mas cada um tem o que merece. No caso da Haas, o Magnussen e sobretudo o Grosjean que ainda os vai levar à ruína( faz lembrar os stroll). E no artigo fala-se em fechar a porta, provavelmente será mais bater com a porta na cara, o que significará o contrato de fornecimento de motores redimensionado, acabaram-se os privilégios da Haas por ordem directa do marchionne. Quem se lixa é… Ler mais »

    Cágado1
    Membro
    Cágado1

    Estou convencido que em menos de meia temporada o Giovinazzi batia o Magnusen.

    frenando_afondo
    Membro
    frenando_afondo

    Bem, o acordo com a Haas agora é diferente, já não são uma equipa B, mas sim uma equipa cliente que usa componentes Ferrari. Logo podem fazer o que bem entendem. Continuem lá com o queixinhas do Grojean. Um piloto que não é capaz de pedir desculpa e assumir os erros, até quando se despista por culpa própria, por perder a traseira do carro, diz que lhe tocaram ou que “what the hel was disssss!?! oooooooooooh!!!”. Já o outro do alinhamento deles começa a ser conhecido como um dos pilotos menos desportistas, que abusa das manobras “porcas” para não ser… Ler mais »

    últimas FÓRMULA 1
    últimas Autosport
    AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png