Sauber F1: 25ª temporada na F1 sem muitos motivos para celebrar

Por a 19 Março 2017 17:59

Dentro de uma semana arranca o Mundial de F1, e por isso é hora de fazer a antevisão do Mundial. Equipa a equipa, todos os dias, começamos pela Sauber.

Novos investidores salvaram a Sauber perto do final da época passada, e também Felipe Nasr, contribuiu, e bem para o feliz desfecho. Para já, o que se percebe é que a equipa está mais sólida, mas ainda longe de completamente desafogada. E isso vai refletir-se em pista. O grande desafio da equipa vai ser mesmo fugir ao último lugar, e depois do que se viu o ano passado nem isso será fácil, ainda menos sem as mesmas ‘armas’ financeiras de todos os seus adversários. Marcus Ericsson e Pascal Wehrlein não vão ter vida fácil…

Mas depois de vários anos difíceis, a Sauber está a tentar reerguer-se e o investimento da Longbow Finance é um dos responsáveis por isso. A época passada não vimos ainda muitas melhorias, mas o novo investidor pode trazer a Sauber de regresso aos resultados consistentes do passado. Veremos durante a temporada.

Por outro lado, usar o motor de 2016 da Ferrari apenas vai atrasar a equipa durante a temporada, mas quanto a isso não há muita volta a dar, pois não há dinheiro para mais. De qualquer modo, a escolha deste motor é algo polémica. A equipa revelou que é para se poder focar no design do monolugar, mas o tempo ganho num bom design será sempre menor do que ter um bom motor de 2017. Portanto, espera-se um ano complicado.

Nos testes o monolugar pareceu globalmente bem, mas como se espera de um carro da cauda do pelotão, há uma grande diferença para os restantes monolugares, especialmente em curvas rápidas, em que a falta de aderência é notória. Enfim, será uma temporada para tentar ganhar o máximo de pontos, ou apenas alguns, mas em que o mais importante será o de reunir as pessoas certas para os próximos anos, mas no ano em que celebra a sua 25ª temporada na F1 o mais certo é não sair da causa do pelotão, a não ser que algo de muito diferente do que foi visto em Barcelona suceda. Desde a separação da BMW em 2009, tem sido difícil para a equipa crescer e também não ajuda nada perder pessoas como Mark Smith, que saiu o ano passado. Talvez, Jorg Zander, vindo da equipa de endurance da Audi ajude neste particular.

Charles Leclerc 3º piloto?

Charles Leclerc, piloto da academia Ferrari e da GP2 Series, poderá ser o novo piloto de reserva da Sauber. O vencedor da GP3 Series em 2016 já participou em quatro treinos de sexta-feira em grandes prémios pela Haas na temporada passada e apesar de poder continuar na equipa norte americana nenhuma decisão foi ainda tomada. As dúvidas sobre a disponibilidade de Pascal Wehrlein devido à sua recente lesão fizeram este lugar ser mais apetecido. Antonio Giovinazzi testou para a equipa suíça, mas já foi anunciado como piloto de reserva da Ferrari. Leclerc, que também testou pela Ferrari em Silverstone na temporada passa, vai competir na GP2 pela Prema.

A Sauber também anunciou que a colombiana Tatiana Calderon será a sua nova piloto de desenvolvimento. Calderon irá juntar-se à equipa suíça para um “extensivo” programa, incluindo treinos em simulador e ‘coaching’ com os engenheiros da equipa em Hinwill, bem como a presença em alguns fins-de-semana de Grande Prémio. A jovem piloto de 23 anos mudou-se para a Europa em 2012 e foi vice-campeã no MRF Challenge Formula 2000 em 2015-2016, competindo na GP3 Series no ano passado, conseguindo apenas dois top dez, Tatiana Calderon vai competir novamente na GP3 esta temporada, programa paralelo à sua nova função na Sauber.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

últimas F1
últimas Autosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png