GP Grã-Bretanha F1: Ferrari com SF1000 “extremamente difícil de pilotar”

Por a 31 Julho 2020 21:11

Os pilotos de Ferrari, nomeadamente Charles Leclerc, mostraram-se preocupados pelo que dizem ser um SF1000 “extremamente difícil de pilotar” após os treinos livres de hoje. O monegasco foi quarto na segunda sessão, depois do que apelidou uma “abordagem radical” aos níveis de downforce do seu monolugar, mas que tiveram um efeito perverso, pois o carro ficou “extremamente difícil de conduzir” em Silverstone: “O ritmo de qualificação é um pouco melhor do que o que esperávamos, e isso é bom. Adotámos uma abordagem bastante radical com o nosso nível de downforce, e isso parece compensar na qualificação, mas não na corrida, por isso precisamos de analisar melhor os dados e ver o que vamos ter de fazer amanhã. O equilíbrio foi extremamente difícil de conseguir. Muito, muito difícil não cometer um erro, por isso precisamos claramente de fazer algo sobre isso porque, caso contrário, fazer muitas voltas como esta (ndr, a que lhe deu o seu melhor tempo de hoje) em corrida com este equilíbrio será um enorme desafio”, disse Charles Leclerc.
“Vamos tentar compreender o que podemos mudar para talvez sacrificar mais o ritmo de qualificação para sermos melhores na corrida”, concluiu o monegasco. Já Sebastian Vettel, que teve de ficar nas boxes durante o primeiro treino livre com um problema de intercooler, na segunda ses~sao, um problema com o pedal de travão limitou o seu tempo de pista.: “Foi um dia complicado. Tivemos um problema com o pedal do travão, e por isso estive fora do ritmo, porque aqui é preciso dar algumas boas voltas, e não tivemos muitas”, disse o alemão.

Subscribe
Notify of
5 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
MLS
MLS
6 dias atrás

Nem nestes pormenores a Ferrari acerta…..

RogerM
RogerM
6 dias atrás

O Vettel agora leva com a “fiabilidade” do “carro número 2”. Vendo os tempos do Stroll, o Vettel não se deve importar nada de já ingressar nesta época na Racing Point, substituindo o Perez enquanto recupera do vírus.

MLS
MLS
6 dias atrás
Reply to  Roger M

O ritmo de corrida da Ferrari é o 2/3 pior

garantia4
garantia4
6 dias atrás

Pois pois. O Carletto ontem andou aos piões, entao agora já se destaca q o carro é muito difícil.
e vendo o ritmo de corrida, e a forma como gere mal os pneus, além de q soft em Silverstone sao devorados num instante, vai ser uma carnificina na corrida, embora ele esteja a apostar tudo na quali para sair o mais à frente possível.

MiguelCosta
MiguelCosta
6 dias atrás

O que a Ferrari está a tentar é remediar o que está mal (colocar pensos rápidos em feridas grandes), tiraram downforce para ganhar mais velocidade em recta, viu-se nos onboards tanto do Vettel como do Leclerc que ambos estavam constantemente a corrigir as escorregadelas, tanto de frente como de traseira, nas entradas e saídas das curvas. O carro seria fantástico se não lhes tivessem tirado “aquilo que estava ilegal, ou não”. Como resultado o carro consome mais pneus, o que numa pista em que a paragem nas boxes é das maiores vai lhes custar caro.

últimas F1
últimas Autosport