GP Canadá F1: Frustração de Alexander Albon após incidente com Carlos Sainz

Por a 11 Junho 2024 13:38

Alexander Albon expressou a sua frustração após ter sido apanhado no pião de Carlos Sainz durante o Grande Prémio do Canadá de Fórmula 1, o que lhe tirou as esperanças de somar pontos. 

Alexander Albon conseguiu passar ao Q3 pelo segundo fim de semana consecutivo, assegurando um 10.º lugar à partida graças à capitalização das dificuldades da Ferrari e abrindo boas perspetivas para um possível lugar pontuável no final da corrida canadiana. 

Albon teve um bom desempenho nas condições complicadas que se desenrolou grande parte da prova em Montreal e fez uma manobra arrojada na última chicane após o reinício, ganhando duas posições numa única curva. No entanto, a sua corrida sofreu uma reviravolta, não conseguiu evitar o Ferrari SF24 de Sainz desgovernado após o pião do piloto espanhol. O contacto acabou com as hipóteses de Albon de terminar em grande, tornando uma corrida potencialmente promissora numa experiência frustrante para o piloto tailandês.

“Sinceramente, foi frustrante”, admitiu Albon no final prematuro da prova no Canadá. “Quando olho para a corrida num todo, parece que não arriscámos muito na nossa estratégia, mas estivemos sempre a tomar boas decisões. Se olharmos para a Haas, fizeram uma boa aposta com os pneus de chuva no início da corrida. Se olharmos para alguns dos pilotos que ficaram com os intermédios, não fizeram um novo pitstop a meio da corrida. Fizemos o que achámos que era melhor para nós e mesmo que por vezes não resultasse, continuámos a recuperar as posições. Continuámos a lutar para voltar aos pontos e eu estava a gostar. Há muito para disputar e eu divertia-me muito. E depois, duas voltas seguidas, dois pilotos saíram de pista na mesma curva”, referindo-se ao episódio com Sergio Pérez no mesmo local onde Sainz perdeu o controlo do carro italiano. 

“No primeiro, perdi a posição. Tive de evitar o acidente. E depois, na volta seguinte, o Carlos fez obviamente o pião”, acrescentou Albon, dizendo ainda que “estava à espera que ele parasse, mas como as coisas se desenrolaram e eu pensei, quando fiz o meu movimento inicial para ir para a esquerda, ‘OK, está tudo bem. Já tenho uma posição’. E depois, quando o vi a aproximar-se e rodar à minha volta, pensei: ‘OK, vai bater-me na traseira direita’. Fui um pouco como um passageiro”. 

Na sua análise ao Grande Prémio do Canadá, Alexander Albon é perentório, afirmando que foi “muito frustrante”, porque poderia ter alcançado um lugar pontuável.

Foto: Philippe Nanchino/ MPSA

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Já não é mais possível o Autosport continuar a disponibilizar todos os seus artigos gratuitamente.
Para que os leitores possam contribuir para a existência e evolução da qualidade do seu site preferido, criámos o Clube Autosport com inúmeras vantagens e descontos que permitirá a cada membro aceder a todos os artigos do site Autosport e ainda recuperar (varias vezes) o custo de ser membro.
Os membros do Clube Autosport receberão um cartão de membro com validade de 1 ano, que apresentarão junto das empresas parceiras como identificação.
Lista de Vantagens:
-Acesso a todos os conteúdos no site Autosport sem ter que ver a publicidade
-Oferta de um carro telecomandado da Shell Motorsport Collection (promoção de lançamento)
-Desconto nos combustíveis Shell
-Acesso a seguros especialmente desenvolvidos pela Vitorinos seguros a preços imbatíveis
-Descontos em oficinas, lojas e serviços auto
-Acesso exclusivo a eventos especialmente organizados para membros
Saiba mais AQUI
Subscribe
Notify of
4 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
driver-on-track
driver-on-track
6 dias atrás

tens obviamente razão… não merecias a fava que te saiu….

2020
2020
Reply to  driver-on-track
6 dias atrás

O sainz, culpa tb não tem…

josemj
josemj
Reply to  2020
6 dias atrás

Poderia ter freado ao carro após a rodada como normalmente se faz e é mais seguro fazer. Mas preferiu deixar o carro rolar para ficar numa posição melhor para repartir. Deveria ser punido por isto, pois escolheu deixar seu carro invadir e atravessar a pista em vez de pará-lo imediatamente após sair da pista. Ato bem inseguro e perigoso.

gearless02
gearless02
Reply to  josemj
6 dias atrás

Comentário de quem não sabe, nem nunca fez competição…
Se o Sainz tivesse travado, teria ficado na trajetória, pondo em risco a sua integridade e a dos outros pilotos.

últimas F1
últimas Autosport
f1
últimas Automais
f1
Ativar notificações? Sim Não, obrigado