Fernando Alonso: “Estou encantado com as melhorias da Renault, é bom para a F1”

Por a 24 Setembro 2020 11:32

Os preparativos de Fernando Alonso para o seu regresso a tempo inteiro à F1 na próxima temporada aceleraram esta semana, já que o espanhol visitou as fábricas de Enstone e Viry da Renault, algo que já não fazia há 10 anos. O espanhol de 39 anos, que venceu dois campeonatos mundiais com a equipa em 2005 e 2006, fará parelha com Esteban Ocon na rebatizada Equipa Alpine F1.

Durante os dois dias em Enstone, Alonso completou um dia inteiro no simulador, ‘fez’ a bacquet e teve reuniões de engenharia com o pessoal técnico, ao mesmo tempo que fazia uma visita ao túnel de vento para ver os progressos para o próximo ano. Alonso voou então para Paris para reunir com os técnicos de motores da Renault em Viry: “Estar de volta a Enstone foi uma experiência muito boa, foram dias muito emotivos”, disse Alonso. “Muitas coisas mudaram; o simulador é novo, o túnel de vento foi atualizado, mas algumas coisas são as mesmas: há os mesmos escritórios, o ginásio que eu costumava visitar muito. Foi como um primeiro dia na escola, com muitas coisas para aprender e passar, mas foi muito produtivo. Segui um programa no simulador, habituando-me um pouco ao carro, testando as instalações – da última vez que aqui estive, o simulador não existia! Depois tive um ajuste de bacquet e reuniões com pessoal-chave para compreender o programa para o próximo ano. Penso que a equipa está em boa forma para o futuro. As últimas corridas foram encorajadoras para todos, para mim também. Ver a Renault de volta a uma forma competitiva é uma coisa boa para o desporto e estou encantado por ver essas melhorias. Ainda temos um longo caminho a percorrer, o meio do pelotão é muito equilibrado, mas penso que os nossos rapazes fizeram um trabalho fantástico. As últimas corridas foram muito emocionantes de ver e estou ansioso por voltar. Agora vou seguir o que a equipa precisa do meu lado, alguns dias de simulação, ajudar em alguns fins-de-semana e estar disponível para a equipa para tudo o que precisar”, disse Alonso que numa carreira de F1, que também incluiu passagens pela McLaren e Ferrari, não só ganhou dois campeonatos mundiais, como também foi três vezes vice-campeão. As suas 32 vitórias colocam-no em sexto lugar na lista dos pilotos mais vitoriosos de todos os tempos. Entretanto, com 311 Grandes Prémios, apenas Rubens Barrichello (322) e Kimi Raikkonen (321) estiveram envolvidos em mais corridas.

14 comentários

Deixe aqui o seu comentário

últimas Destaque Homepage
últimas Autosport