/formula1/f1/f1-repeticao-da-historia-com-episodios-divergentes-entre-fia-e-fom/
F1: Repetição da história com episódios divergentes entre FIA e FOM | AutoSport

F1: Repetição da história com episódios divergentes entre FIA e FOM

Por a 25 Janeiro 2023 13:15

É inequívoca a cada vez maior divergência entre a FIA e a FOM, que promove e organiza a Fórmula 1. O mais recente episódio público da resposta do organizador do campeonato ao Presidente da FIA. Mas este foi apenas o mais recente episódio, porque já antes haviam sinais claros que o mandato de Mohammed ben Sulayem não seria tão “gentil” com a FOM e até com as equipas. O caso da divergência quanto às corridas sprint, que segundo fontes do canal britânico Sky na altura, a FIA foi acusada de “ganância” e que “pedidos financeiros injustificáveis” estariam na base da decisão do atraso sobre a decisão final do número de corridas deste género para 2023, foi um dos maiores episódios da saga até agora. Para além deste caso, ainda existem muitos dedos no seio da Fórmula 1 a apontarem para a entidade federativa pelo facto de ainda não terem conseguido resolver de forma clara as questões sobre o controlo de corrida, depois do que aconteceu em Abu Dhabi em 2021. Pelo que vimos na temporada passada, ainda há muito para limar e por isso a FIA anunciou uma alteração significativa na sua pirâmide organizacional para a competição. Pelo meio ficaram as acusações de algumas equipas e pilotos de decisões incoerentes por parte da direção de corrida.
Mohammed ben Sulayem não se coíbe de utilizar as redes sociais para enviar recados ou anunciar algumas decisões, como aconteceu com a abertura do processo de manifestação de interesse para uma 11ª equipa na Fórmula 1 e tem vindo a receber a resposta da FOM, que repetem constantemente as cautelas sobre este tema. Esta deverá ser a maior divisão, pelo menos pública, entre FIA e FOM. Uma parte quer alargar até duas equipas os envolvidos na Fórmula 1, a outra parte gostaria de manter tudo mais ou menos como está, visto que tem dado resultado, principalmente financeiro.
A notícia de que o Fundo de Investimento Público da Arábia Saudita estaria disposta a dar 20 mil milhões para adquirir os direitos comerciais da F1 deixou o presidente da FIA preocupado, sabendo-se pouco de quem poderá ter ganhado mais com a notícia publicada pela Bloomberg. O presidente da FIA quis deixar claro a posição da FIA e dar a entender que tem uma palavra sobre este assunto, algo que não agradou à FOM. Depois de acusado de interferir e prejudicar os interesses comerciais da competição, falta saber qual será o novo passo dado por Mohammed ben Sulayem. Mas uma coisa parece clara neste momento. A relação entre as partes está mais próxima da guerra entre Bernie Ecclestone, quando dirigia a Formula One Constructors’ Association (FOCA) e Jean-Marie Balestre que liderava a FISA, entidade que antecedeu a FIA do que aconteceu por exemplo com Jean Todt.
O mundo da F1 sempre foi turvo, mas numa altura em que cresce substancialmente o interesse pela competição, seria bom para todos que houvesse mais transparência em todos os processo e entendimento entre as partes.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
Subscribe
Notify of
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Scuderia Fast Turtle
Scuderia Fast Turtle
8 dias atrás

Liberty media esteve bem na resposta. Arabes querem dominar tudo. Guerra santa nao deu em nada agora compram tudo.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas F1
últimas Autosport
f1
últimas Automais
f1