F1: Pat Symonds vai para a Andretti Cadillac

Por a 21 Maio 2024 20:23

Pat Symonds junta-se à Andretti Cadillac como Consultor Executivo de Engenharia. O agora ex-diretor técnico da Fórmula 1 vai trabalhar na nova base da equipa em Silverstone, Reino Unido.

Symonds tem, como se sabe, vasta experiência em aerodinâmica, dinâmica de veículos e unidades de potência de F1, vai trabalhar com o ex-colega da Benetton e da Renault, Nick Chester, que é o diretor técnico da Andretti Cadillac.

A contratação de Symonds é um grande impulso para a candidatura da Andretti à F1, que está ligada à GM Cadillac.

A equipa ainda não viu confirmada a sua entrada na F1, mas espera fazê-lo em 2028 já com unidades de potência da GM. Symonds foi parte integrante da equipa Benetton que conquistou campeonatos com Michael Schumacher na década de 1990.

Symonds deixa agora o cargo de diretor técnico da F1 após sete anos no cargo, desempenhou um papel crucial na definição dos regulamentos técnicos da F1 para 2022 e também para 2026, que são ainda um processo em andamento de ‘fine tuning’.

Michael Andretti acredita que a experiência de Symonds será fundamental para construir uma equipa de F1 competitiva e Nick Chester diz que Symonds trará conhecimento valioso para a equipa em áreas técnicas e operações.

A Andretti já abriu uma sede em Silverstone e iniciou uma campanha de recrutamento em preparação para a sua entrada na F1, que ainda não é certa, mas está bem encaminhada.

Esta contratação de Pat Symonds é um grande passo para a Andretti Cadillac nas suas ambições de entrar na Fórmula 1. A experiência e o conhecimento de Symonds serão certamente muito bem vindos para a Andretti, que se continua a se desenvolver e a preparar para a competição no mais alto nível do automobilismo.

Recordando um pouco a sua carreira, Pat Symonds é um engenheiro que nasceu em 1953, estudou na Gresham’s School e obteve um Mestrado em aerodinâmica pela Cranfield University.

Começou a sua carreira em categorias de automobilismo de base na década de 1980, ocupou vários cargos técnicos nas equipas Toleman, Benetton, Renault e Williams F1, trabalhou de perto com pilotos como Michael Schumacher e Alessandro Nannini, tornou-se Diretor Técnico da Benetton e posteriormente Diretor Executivo de Engenharia da Renault e foi aqui que esteve envolvido na controvérsia do acidente de Singapura. Pouco depois implicado no escândalo de manipulação do resultado da corrida e saiu da Renault, recebendo uma suspensão temporária da F1, que foi anulada por um tribunal francês, permitindo que regressasse ao desporto, trabalhando depois como consultor para a Virgin Racing (mais tarde Manor F1) após a suspensão, foi para a Williams F1 como Diretor Técnico em 2013, e tornou-se Diretor Técnico da própria Fórmula 1 em 2017.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Já não é mais possível o Autosport continuar a disponibilizar todos os seus artigos gratuitamente.
Para que os leitores possam contribuir para a existência e evolução da qualidade do seu site preferido, criámos o Clube Autosport com inúmeras vantagens e descontos que permitirá a cada membro aceder a todos os artigos do site Autosport e ainda recuperar (varias vezes) o custo de ser membro.
Os membros do Clube Autosport receberão um cartão de membro com validade de 1 ano, que apresentarão junto das empresas parceiras como identificação.
Lista de Vantagens:
-Acesso a todos os conteúdos no site Autosport sem ter que ver a publicidade
-Oferta de um carro telecomandado da Shell Motorsport Collection (promoção de lançamento)
-Desconto nos combustíveis Shell
-Acesso a seguros especialmente desenvolvidos pela Vitorinos seguros a preços imbatíveis
-Descontos em oficinas, lojas e serviços auto
-Acesso exclusivo a eventos especialmente organizados para membros
Saiba mais AQUI
Subscribe
Notify of
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
breno_mascarenhas2020_hotmail_com
breno_mascarenhas2020_hotmail_com
27 dias atrás

Andretti já !

últimas F1
últimas Autosport
f1
últimas Automais
f1
Ativar notificações? Sim Não, obrigado