F1: Novo motor para Charles Leclerc pode incluir peças de 2020?

Por a 14 Novembro 2019 09:35

A Ferrari confirmou que Charles Leclerc será penalizado por troca de motor, o que implicará uma queda de 10 lugares na grelha de partida para o GP do Brasil de F1. O jovem piloto da Scuderia teve um problema no último treino do GP dos EUA o que o obrigou a reverter para uma unidade motriz com uma especificação anterior, facto que o que impediu de lutar pela pole, mas agora a Ferrari pode aproveitar para testar peças para seu motor de 2020 este fim de semana no Brasil.

O motor da equipa da Maranello tem vindo a ser uma tema quente, depois da FIA em Austin ter emitido um esclarecimento relativo à forma como o fluxo de combustível máximo é medido. Ao mesmo tempo, a vantagem de potência anterior da Ferrari desapareceu. Pode não ter nada a ver, mas também pode não ter sido coincidência. Só a Ferrari sabe (Binotto diz que Leclerc utilizou um motor ‘velho’) e essas ilações só serão tiradas nas duas próximas corridas: “A realidade é que ninguém sabe por que a Ferrari não foi competitiva nos EUA”, disse o ex-campeão mundial de F1, Mika Hakkinen na sua coluna da Unibet: “Mas qualquer que seja a razão, será um foco de melhoria para a equipa pois eles vão para as duas últimas corridas da temporada já a preparar o próximo ano”, acrescentou.

A Ferrari negou que o esclarecimento da FIA, que surgiu a pedido da Red Bull, tenha sido a razão para a queda de desempenho em Austin.
Charles Leclerc, no entanto, terá uma nova unidade motriz instalada no Brasil, na sequência da sua falha no treino em Austin.
De acordo com o chefe de equipa, Mattia Binotto, parte da razão para o fraco desempenho de Leclerc em Austin deveu-se ao facto de ter utilizado um motor mais velho e “menos potente” na corrida: “Montar uma nova unidade motriz significa levar uma penalização na grelha em São Paulo, mas devemos voltar ao nosso nível normal de desempenho e mostrar algum espírito de luta para terminar a época com nota alta. Este fim de semana será importante para confirmar que estamos a fazer progressos com o nosso carro e para levar algum desse impulso para o trabalho de inverno”. A revista italiana Autosprint revelou que o novo motor do Ferrari SF90 de Leclerc no Brasil pode incluir “algumas peças novas de motor para 2020”.

13
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
RogerM
Membro
RogerM

A Ferrari poderá estar a fazer “sand bagging” com as especificações do motor para 2020. O que se diz na imprensa internacional é que a Ferrari consegui contornar as regras quanto ao consumo de óleo, criando uma fuga controlada para o turbo, aumentando a potência. Curioso é como poucos suspeitam da legalidade das unidades motrizes Mercedes, que dominam há vários anos, sendo até bastante fiáveis. E supostamente o gap para as outras equipas por esta altura deveria ser muito menor, por estarmos a atingir o chamado “limite” possível de desenvolvimento da unidade motriz. E a Ferrari é a única que… Ler mais »

ma-nac
Membro
ma-nac

Suspeitam mas ninguém investiga, ou é por acaso? Não brinquem connosco! Isso é bom para quem especula sempre contra o vermelho e vomita o fel de tanto ódio instalado nas entranhas.

Duvidoso
Membro
Duvidoso

Pela primeira vez tenho que concordar contigo. Realmente vocês não usam pálas, porque mesmo quem as usa consegue ver pelo menos o que está á frente dos olhos.

RogerM
Membro
RogerM

Dispa a casaca de Mercedes. O episódios das jantes traseiras e power modes dos Mercedes foi vergonhoso, e a FIA a assobiar para o lado. Foi preciso as outras equipas pedirem esclarecimentos sobre a legalidade das jantes traseiras Mercedes, para sequer a FIA averiguar as mesmas. Sem falar dos power modes, que deram durante anos grande vantagem aos Mercedes em qualificação, usando a combustão de óleo…foi só a Ferrari fazer o mesmo, para a FIA lançar directivas que controlassem esse gasto.

ma-nac
Membro
ma-nac

E então a FIA gosta de quem?… com que então da Ferrari!… ASNOS.

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

“E a Ferrari é a única que se aproxima”

Boa piada, visto que o motor Ferrari é o melhor neste momento. A outra boa piada é que dizes que as unidades motrizes estão a chegar ao “limite” possível de desenvolvimento. No entanto a Ferrari conseguiu dar um salto em performance de uns 40 ou 50cv… Que é muito na F1 actual.

Mas isso não interessa, vamos desviar a conversa acusando os cinzentos de estarem ilegais. lol

Deves andar de Citroen Pallas tu.

ma-nac
Membro
ma-nac

Uma minoria que por aqui anda está sempre a “barter no ceguinho” (como se costuma dizer), mas então perguntemos ao AS e seus colaboradores o pq que na Ferrari tudo se sabe e especula inclusivé até a colocação de peças para 2020 nas proximas provas, quando as equipas rivais “só começam a trabalhar quando a época terminar” para que ninguém saiba o que por lá se passa, para depois se “concluir” (e especular ainda mais e com razão) que fizeram “mais uma vez um bom trabalho de casa”… e ainda “virem dizer” que a Ferrari é beneficiada em tudo!… Valha-nos… Ler mais »

js1970
Membro
js1970

Minoria que por aqui anda= RogerM + ma-nac= 0

ma-nac
Membro
ma-nac

Voltaste a equivocar-te! as minorias são sempre os mesmo pertencentes aquelas percentagens da discórdia parva e sem argumentos; Só sabem falar em “azias, farmácias, vigarices, etc” é esse o conteúdo das minorias, resumindo-se só e apenas em – ÓDIO.
E não confundas “RogerM e MA-NAC” com can-am e “js19 e troca o passo”!… … … …

js1970
Membro
js1970

Ui ui ui o Infarmed que se prepare para importar medicamentos. Isto promete!

aguia25
Membro
aguia25

🍈🍈🍈🍈🍈🍈

zedasrodas
Membro
zedasrodas

Isto assim não é justo, então já vão começar a pontuar para 2020 depois os outros começam com Zero.
HEHEHEHEHEHEH

inoferreira
Membro
inoferreira

Começam a pontuar para 2020, e depois perdem como de costume.

últimas F1
últimas Autosport