F1, Lewis Hamilton desapontado… consigo próprio!

Por a 3 Julho 2024 09:56

Lewis Hamilton não ficou nada contente com a sua prestação no GP da Áustria, apesar quarto lugar.

Lewis Hamilton classificou o seu desempenho no Grande Prémio da Áustria como “bastante chocante” depois de terminar em 4º, mas reservou um elogio especial para a Mercedes, uma vez que o companheiro de equipa George Russell venceu a dramática corrida.

Enquanto havia euforia numa metade da garagem da Mercedes, com Russell a juntar os cacos após o dramático confronto de Max Verstappen e Lando Norris na frente, Hamilton suportou um Grande Prémio desafiante, apesar de ter falhado o pódio por pouco.

O sete vezes campeão do mundo começou bem a corrida, inicialmente subindo para a 4º, passando o Ferrari de Carlos Sainz e atacando Russell pela 3º – os dois trocaram brevemente de lugar na Volta 3 – mas logo voltou para a 5º depois de ser solicitado que devolvesse a posição a Sainz, com os comissários investigando o britânico por sair da pista e ganhar vantagem no início da corrida.

As coisas pioraram para Hamilton na volta 23, quando passou sobre a linha de entrada do pit lane no seu caminho para uma paragem, uma penalização de cinco segundos que acabou por ser aplicada enquanto ele pedia desculpa à sua equipa pelo rádio pelo erro. “Lewis, há tudo para jogar, tudo para jogar!” exclamou o Diretor da Equipa Mercedes, Toto Wolff, pelo rádio após essa penalização, enquanto tentava recuperar o seu piloto na corrida.

No entanto, embora Hamilton terminasse em 4º, ficou desanimado com o seu próprio desempenho neste fim de semana. “Bastante chocante, mas muito feliz pela equipa”, disse à Sky Sports F1 quando lhe pediram para resumir o dia. “Todos na fábrica trabalharam muito este ano para conseguir um resultado como este. Por isso, grandes parabéns à equipa e ao George, é bem merecido.”

Questionado sobre o que queria dizer com “muito chocante”, o britânico acrescentou: “Só eu. Estive muito mal durante todo o fim de semana. Não é por falta de tentativas, mas [sou] geralmente lento e isso é simplesmente inaceitável.”

Hamilton também revelou que a sua corrida foi prejudicada depois de sofrer danos no seu W15 após a manobra na Volta 1 sobre o homem que ele substituirá na Ferrari no próximo ano, Sainz.

“Eu tive alguns danos no carro, acho que Sainz e eu nos tocamos”, disse ele.

“Há uma marca na lateral do carro, e é por isso que eu fui para fora na curva 1.

“Mas, de qualquer forma, sim, parabéns a George. Um daqueles dias.” Apesar da deceção de Hamilton com o seu desempenho pessoal na Áustria, o fim de semana representou outro passo significativo para a Mercedes, pois conquistou a sua primeira vitória em 33 corridas de Fórmula 1 – a última vitória foi o triunfo de Russell no Grande Prémio de São Paulo de 2022.

FOTO MPSA/Phillippe Nanchino

Subscribe
Notify of
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Scirocco
Scirocco
21 dias atrás

Parece existir uma clara desmotivação do Lewis nesta fase da sua vida com a equipa Mercedes. Estes anos de transição são sempre complicados para os pilotos e a relação Piloto/equipa estão longe do que já foram. sempre foi assim e o Lewis não parece fugir á regra. Interessante para acompanhar em 2025…

últimas Destaque Homepage
últimas Autosport
destaque-homepage
últimas Automais
destaque-homepage
Ativar notificações? Sim Não, obrigado