/formula1/f1/f1-grande-diferenca-para-a-alfa-romeo-em-terminar-no-sexto-lugar-do-campeonato/
F1: “grande diferença” para a Alfa Romeo ao terminar no sexto lugar do campeonato | AutoSport

F1: “grande diferença” para a Alfa Romeo ao terminar no sexto lugar do campeonato

Por a 23 Novembro 2022 17:35

Fruto de uma boa segunda metade da época, a Aston Martin recuperou de um início menos conseguido e esteve na luta pelo sexto lugar do campeonato de construtores com a Alfa Romeo, que ao contrário, teve bons desempenhos quando a temporada começou. Na última ronda da Fórmula 1, a Alfa Romeo salvou o sexto posto, terminando as duas estruturas em igualdade pontual. O quinto lugar de Valtteri Bottas no Grande Prémio de Emilia-Romagna foi fundamental para a equipa suíça, que assim recebe muito mais de prémio final do que ao terminar no sétimo posto.
“É muito importante”, disse o chefe da equipa Frédéric Vasseur depois da equipa garantir o sexto lugar no campeonato, acrescentando que o resultado é “muito útil do lado financeiro”.
Segundo o que Vasseur tinha já dado a conhecer durante a época, o orçamento da Alfa Romeo ficou abaixo do valor que ficou estabelecido como limite orçamental na Fórmula 1, e assim, a receita adicional do bónus por serem sextos “faz uma grande diferença”, garantiu o responsável. “Sei que algumas equipas disseram que não se pode fazer nada com dois milhões de dólares, mas com dez milhões de dólares podemos fazer muito”.
Esta deverá ser a diferença entre terminar no sexto ou no sétimo, como aconteceu à Aston Martin, que está a construir uma nova fábrica na sua sede em Silverstone.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
Subscribe
Notify of
5 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Frenando_Afondo™
Frenando_Afondo™
3 dias atrás

A Alfa Romeo durante a época andou para trás, começou com um monolugar que podia lutar pelo Top-10 e depois foi caindo que nem uma pedra. O caminho inverso da Aston Martin, que começou com um camião que nem no Q2 entrava e no final conseguia entrar no Q1 e lutar pelo Top-10. Que grande trabalho fez Vettel e que grande ajuda vai ser para 2023! 😀

Last edited 3 dias atrás by Frenando_Afondo™
Phil1971
Phil1971
Reply to  Frenando_Afondo™
3 dias atrás

Em linha com o passado já no tempo da Force Índia e posteriormente Rancing Point tinham inícios de campeonato complicados mas terminavam muito bem. Mas para quem quer apenas denegrir um piloto a história da equipa fica na gaveta.

917/30
917/30
Reply to  Frenando_Afondo™
3 dias atrás

Já te está a fazer comichão Alonso na AM em 2023…não me digas que foi o Vettel que copiou os flancos da RB e fez aquela asa traseira…também terá sido ele a conceber o resto dos upgrades ao longo do ano??? lol

Last edited 3 dias atrás by "Toto, it’s called a motor race, OK? We went car racing!"
leandro.marques
leandro.marques
3 dias atrás

Já cá faltava o contorcionismo habitual para preparar o caminho de dizer que para o ano os carros verdes são um foguetão.

Chapman-F1
Chapman-F1
2 dias atrás

Séc XX: A documentação dos carros indicava, entre outros, como afinar as velas do motor. No Século XXI apenas indica que o documento não é comestível e dependendo da utilização pode provocar asfixia… Os Alfas de competição no dito XX, tinham á frente apenas o símbolo da marca. No XXI tem de ter por extenso o nome da marca… sobre os desempenhos e classe da marca, nem faço comentários.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas F1
últimas Autosport
f1