F1: Calendário provisório de 2021 tem o Bahrein como GP de abertura

Por a 18 Outubro 2020 15:35

O site F1i apresentou um calendário provisório para 2021. O calendário traz 22 Grandes Prémios, com a temporada a começar no Bahrein e não na Austrália, algo que não acontecia desde 2010.

A corrida em Melbourne, de acordo com este calendário, passa para outubro, mais propriamente para o dia 24 de outubro. Assim, para 2021, a temporada está prevista começar a 14 de março no Bahrein, finalizando a 5 de novembro com o Grande Prémio do Abu Dhabi. Nenhum dos circuitos aos quais foi concedido um Grande Prémio adicional em 2020, Portimão, Imola, Turquia e Nürburgring, regressará na próxima época segundo este calendário.

Calendário provisório de 2021:

CorridaData
1Bahrain GP (Bahrain)14 março
2Vietname GP (Hanoi)28 março
3China GP (Shanghaï)11 abril
4Azerbaijão GP (Baku)25 abril
5Holanda GP (Zandvoort)2 maio
6Espanha GP (Barcelona)9 maio
7Monaco GP (Monte Carlo)23 maio
8Canadá GP (Montreal)6 junho
9Austria GP (Spielberg)20 junho
10França GP (Paul Ricard)27 junho
11Grã-Bretanha GP (Silverstone)11 julho
12Hungria GP (Budapest)25 julho
13Bélgica GP (Spa)29 agosto
14Itália GP (Monza)5 setembro
15Rússia GP (Sotchi)19 setembro
16Singapura GP (Marina Bay)26 setembro
17Japão GP (Suzuka)10 outubro
18Austrália GP (Melbourne)24 outubro
19EUA GP (Austin)7 novembro
20México GP (Mexico)14 novembro
21Arábia Saudita GP (Jeddah)28 novembro
22Abu Dhabi GP (Yas Marina)5 novembro

5 comentários

  1. Pity

    18 Outubro, 2020 at 16:11

    Sr. David Pacheco, se tivesse perdido cinco minutos (não precisava de mais) para pôr os nomes dos países em Português, teria sido uma óptima opção.

  2. JoaoLima

    18 Outubro, 2020 at 17:57

    Creio que a data de Abu Dhabi está gralhada (será 5-12 e não 5-11). Em relação ao calendário original de 2020, prevê-se a entrada da Arábia Saudita e a saída do Brasil. No entanto, vamos o que a evolução do covid trará…

  3. Luís Sampaio Howell

    19 Outubro, 2020 at 7:30

    Esta é a lista do pessoal com contrato, o resto se verá

  4. N Jorge

    19 Outubro, 2020 at 10:50

    Pois é Tugada, A F1 só cá vêm em ’20 porque não há mais para onde ir… e não gostam de dar nada a ninguém, a não ser quando estão muito, muito desesperados (regra herdada do tio Bernnie).
    Por isso se alguém quiser mais no AIA, vão ter de fazer um contrato leonino, e de caminho enterrarmos mais uns milhões por lá, cousa que vai agradar muito aos bolsos do Paulo Pinheiro, que sabe muito bem como se espreme o Estado. Basta usar os amigalhaços (um talvez não, porque está de cana).
    Este país não é rico para se dar a esses luxos especialmente quando há mais em que gastar ‘la plata.

Deixe aqui o seu comentário

últimas F1
últimas Autosport