Jarama Classic, Group 1: Ricardo Pereira na pole

Por a 15 Junho 2019 19:06

O sol brindou o Circuito de Jarama para a primeira qualificação do Group 1, com Ricardo Pereira em Ford Escort RS 2000 a garantir a primeira linha da grelha de partida com o tempo de 1:56.937 para a primeira corrida de amanhã, baixando assim, em cerca de três segundos, o tempo da Pole Position realizado o ano passado neste traçado.

Fernando Mayer Gaspar, noutro Ford Escort RS 2000, está a escassos 0,372 segundos, prometendo uma luta acesa para a primeira corrida de amanhã. Na terceira linha da grelha, João Diogo Lopes, também em Ford Escort RS 2000, fecha o trio mais rápido desta sessão de qualificação e deixa em aberto a discussão nesta categoria H81-2000.

Primeiro da categoria H81-Max e em quarto lugar da grelha, vai sair André Castro Pinheiro com o elegante Jaguar XJS V12, não podendo no entanto descuidar-se com mais dois Ford Escort RS 2000, um de Paulo Vieira e outro conduzido por António Gago, que largam logo atrás da quinta e sexta posição, respetivamente.

Segundo da categoria H81-Max surge Luís Sousa Ribeiro, em Jaguar XJS, mas seguido muito de perto pelo trio de VW Golf da super competitiva categoria H81-1600, liderado por Madalena Gaspar, seguida por Manuel Cabral Menezes e por Rafael Cerveira Pinto. Nuno Nunes, em Porsche 924 Turbo, fecha o lote dos mais rápidos da categoria H81-Max.

A Production Cup trouxe até Jarama sete magníficos Datsun 1200 ex-Troféu e o melhor na primeira sessão de qualificação foi o jovem Tomás Pinto Abreu, com o tempo de 2:21.669, que parece ter tirado notas no “track walk” efetuado no dia anterior com quase todos os pilotos. Só que o experiente João Posser terá certamente uma palavra a dizer, uma vez que realizou um tempo de apenas mais 0.121 segundos. Francisco Freitas realizou o terceiro melhor tempo dos Datsun, esperando-se uma corrida bem disputada para amanhã até porque, a dupla Luís Santa-Bárbara / João rebelo Martins, tem o quarto tempo com apenas 0.153 segundos de diferença. Seguem-se Pedro Reis e o estreante cauteloso Pedro Mourato Gordo.

Na qualificação que determina a grelha para a segunda corrida, onde já está prometido pelo patrocinador Atomic Shop um prémio monetário de 150 euros para primeiro e segundo classificados na categoria H81-2000, foi Paulo Vieira a ser o mais rápido, baixando, inclusivamente, o seu tempo realizado na primeira sessão. Filipe Martins, a bordo de outro Ford Escort RS 2000, vai ocupar a segunda linha da grelha enquanto André Castro Pinheiro se intromete no meio da armada dos Ford Escort RS 2000 e vai sair de terceiro lugar com o Jaguar XJS V12, sendo novamente o primeiro da categoria H81-Max. Luís Sousa Ribeiro volta a ser o segundo mais rápido da categoria H81-Max com o seu Jaguar XJS.

No trio dos VW Golf GTi, Luís Pedro Liberal não deixou Madalena Gaspar liderar novamente na segunda sessão de qualificação, assumindo ele o comando da categoria H81-1600 e deixando Manuel Cabral Menezes com a terceira posição do renhido grupo que será certamente interessante de se observar.
Na Production Cup, Tomás Pinto Abreu voltou a não dar tréguas à concorrência na segunda sessão de qualificação, melhorando o tempo realizado na primeira sessão de qualificação, mas desta vez até ficou com uma diferença menor para o segundo, que passou a ser Francisco Freitas. João Posser será o terceiro magnífico dos sete Datsun presentes na segunda corrida, seguido por Paulo Costa, João Rebelo Martins, António Rodrigues e Guillermo Velasco.

O responsável pela organização, Diogo Ferrão, espera “muita emoção no Group 1, porque já se percebeu que se as corridas forem iguais às qualificações, vão existir lutas muito interessantes em todas as categorias. O melhor disto é que toda a gente vai poder assistir, pela primeira vez, em Live Streaming.”

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas CSS
últimas Autosport