Dakar, Bruno Famin: “É bom estar no comando, mas falta muita prova…”

Por a 13 Janeiro 2018 10:47

Após seis etapas extremamente exigentes, maioritariamente disputadas no Peru, os dois Peugeot 3008 DKR Maxi de Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret e Carlos Sainz/Lucas Cruz ocupam o primeiro e segundo lugares da prova, tendo cerca de 1 hora e 20 minutos de vantagem sobre os seus adversários mais diretos, os três homens da Toyota, isto numa altura em que ainda estão dois terços da prova por cumprir. Até aqui os Peugeot venceram quatro etapas, entre as quais três dobradinhas ou mesmo ocupando por completo os pódios da segunda e 4ª etapas: “Depois desta primeira parte do rali, estamos numa posição bastante positiva, muito embora tenha sido diferente do que esperávamos à partida. Pensávamos que os nossos quatro carros iriam andar na peugada do Nasser Al Attiyah. Em vez disso, temos dois Peugeot 3008 DKR Maxi confortavelmente instalados no comando e os nossos três principais rivais estão atrás de nós. Claro que é sempre bom estar no comando, mas apenas com dois carros na corrida para vitória e com dois terços prova ainda por cumprir, não podemos baixar os braços. Nos rali-raides há sempre muitos riscos, o que é especialmente verdade neste Dakar 2018” disse Bruno Famin, Diretor da equipa.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

últimas TT
últimas Autosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png