WRC2: Primeira ‘promessa’ cumprida de Andreas Mikkelsen

Por a 24 Janeiro 2021 19:58

Andreas Mikkelsen regressou este ano ao WRC, com um projeto com a Skoda no WRC2, e propôs-se ganhar todas as provas em que participar, de modo a criar condições para regressar aos Rally1 em 2022. Para já cumpriu com distinção a primeira parte da promessa ao triunfar no Rali de Monte Carlo bem à vontade, não dando grandes hipóteses aos seus adversários mais diretos. Ao triunfo no WRC2, juntou um sempre interessante sétimo lugar da geral. Antes do rali deixou claro que não queria apenas vencer; queria dominar. E para já manteve-se fiel ao plano, lançando-se na liderança da categoria desde o início. Na retina fica o facto de, com o seu Skoda Fabia Rallye2, ter apanhado o Hyundai i20 World Rally Car de Pierre Louis Loubet em pleno troço, em Aspremont-La Bâtie-des-Fonts. No cômputo geral, terminou a prova 1m52.2s na frente do segundo classificado, Adrien Fourmaux: “Foi muito bom”, começou por dizer Mikkelsen, “a chave do sucesso neste rali é estar trabalhar bem com os batedores. Passámos aqui algum tempo antes a sincronizar ideias e valeu a pena”, disse.
Adrien Fourmaux também ficou contente com o seu resultado, especialmente porque se defrontou com um piloto super-experiente no Rali de Monte Carlo. O piloto do Ford Fiesta Rally2 da M-Sport foi consistentemente rápido durante todo o fim-de-semana e reclamou quatro vitórias em troços. Contudo, um furo na primeira curva da especial de Saint-Clément-Freissinières no sábado custou-lhe 1m30s e com isso passou a olhar para trás de si, já que Erica Camilli, no Citroën C3 Rally2 da Sports&You não andava longe: “Foi um rali muito agradável para nós, tivemos um ritmo muito bom e lutar com Andreas foi muito interessante. Quero agradecer à M-Sport, fizeram um trabalho perfeito durante todo o fim-de-semana”, disse o francês. Apesar de não correr há longos meses, Eric Camilli, que venceu esta prova o ano passado, ainda tentou ir buscar Fourmaux depois de ficar a 15s do compatriota quando este furou, mas este reagiu e atirou a margem novamente para os 30s, com Camilli a assegurar o terceiro lugar. Convém destacar que com este resultado a Sports&You assegura um terceiro lugar no WRC2 e um top 10 à geral no Rali de Monte Carlo.

Marco bulacia foi quarto, muito longe do trio da frente, seguido de Sean Johnston, que se estreou no WRC2 noutro C3 Rally2. Enrico Brazzoli completou a lista.
No WRC3, Yohan Rossel assegurou a sua primeira vitória de sempre na categoria, triunfando no Rali de Monte Carlo. Rossel esteve envolvido num longo duelo com o seu compatriota Yoann Bonato, noutro Citroën C3 Rally2, mas Bonato cedeu quando furou na PE10, perdendo mais de dois minutos, o que deixou descansado o seu rival, que geriu o avanço até final. Antes, Bonato estava 8.1s na frente. Ao cabo de quatro troços,

Nicolas Ciamin já se tinha atrasado, mais de um minuto e nunca recuperou. No final, três Citroën C3 Rally2 nos três primeiros lugares.

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
últimas Ralis
últimas Autosport
ralis
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x