WRC: Lições que não são aprendidas

Por a 13 Julho 2017 11:36

Recorda-se quando no Rali da Suécia, Mads Ostberg perdeu a asa traseira do seu Ford Fiesta WRC? Na altura o piloto norueuguês não estava a lutar eplos lugares da frente e a questão resumiu-se à curiosidade dos adeptos terem devolvido a ‘peça’ rapidamente. Agora, no Rali da Polónia, o caso foi bem mais complicado, pois a M-Sport perdeu a sua chance de vencer a prova polaca, distanciar-se mais no campeonato e também a chance de Ott Tanak vencer porque não soube aprender uma lição que já viveu nessa prova sueca. O problema com a asa traseira do Ford Fiesta WRC.

O mesmo já acontecera a Mads Ostberg no Rali da Suécia, como já referimos, e a lição não foi aprendida. A M-Sport revelou que investigou o caso e o fornecedor não conseguiu identificar qualquer falha no material. Portanto, nunca foi estabelecida a causa, se o design ou a respetiva fixação foram subestimados, algum impacto desconhecido ou falha no processo de fabrico. De qualquer das formas, a asa montada no Fiesta de Tanak teve o mesmo tipo de falha, com as consequências que se conhecem. O estónio perdeu tempo, a liderança e com isso teve que arriscar para recuperar, e perdeu o rali depois duma saída de estrada. Será que se a lição da Suécia tivesse sido melhor aprendida o mesmo teria sucedido?

Martin Holmes

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

últimas Newsletter
últimas Autosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png