Rali de Portugal, CPR: Quem se vai ‘chegar à frente’? 

Por a 16 Maio 2018 11:10

As três primeiras provas do Campeonato de Portugal de Ralis mantiveram muito juntos em termos pontuais os principais protagonistas da competição. O Rali de Portugal pode definir melhor a competição… ou não!

O Rali de Portugal é a quarta prova do Campeonato Portugal de Ralis, e tal como sucedeu nos Açores, são vários os nomes que optaram por deixar de fora esta prova do seu calendário. O destaque vai para a ausência de Carlos Vieira e Ricardo Teodósio, confirmando-se as presenças de Armindo Araújo, Pedro Meireles, Miguel Barbosa, José Pedro Fontes, já com o novo Citroën C3 R5, António Dias, Diogo Salvi, Joaquim Alves, Manuel Castro e Alfredo Barros, isto para só falar dos R5.

Com três provas realizadas, Ricardo Moura continua na liderança, apesar da ausência em Mortágua, mas já não deverá regressar – o que não é certo, pelo menos na Madeira – e no segundo lugar está Carlos Vieira, que marcou presença em todas as provas anteriores, somando 42 pontos, mais 3,35 pontos que Armindo Araújo, que com o triunfo em Mortágua, subiu para terceiro, mesmo tendo estado ausente na prova açoriana.

Pedro Meireles não foi aos Açores, mas foi segundo em Mortágua, Ricardo Teodósio é 5º, mas não vai ao Rali de Portugal e Miguel Barbosa, depois de ausente nos Açores, quer recuperar no Rali de Portugal – que o ano passado esteve perto de vencer no CPR – o que perdeu em Mortágua, em virtude da ‘famosa’ penalização da rotunda.

José Pedro Fontes esteve em bom nível em Fafe, mas muito abaixo das suas possibilidades em Mortágua. Na prova do ACP vai estrear o Citroën C3 R5, carro com que espera ter argumentos para voltar ás lutas da frente, ficando por ver o que o carro vale na terra nesta sua fase de ‘juventude’. No asfalto já ficou provado na Córsega que ‘anda’.

No meio disto tudo, o Campeonato de Portugal de Ralis chega ao Rali de Portugal com cinco pilotos separados por onze pontos (se não contarmos, pelo menos para já com Ricardo Moura) pelo que esta pontuação é de capital importância,  agora que vai terminar a fase de terra da competição.

Entre os pilotos que estão na luta, o que tem neste momento mais pontos, Carlos Vieira, não veio ao Rali de Portugal, Armindo Araújo vem de um triunfo saboroso em Mortágua, Pedro Meireles é sempre forte no Rali de Portugal, foi ele o vencedor o ano passado no CNR, e por fim Miguel Barbosa, que quer recuperar do ‘desaire’ de Mortágua. Quanto a José Pedro Fontes, atrasou-se um pouco no campeonato, mas estreia o novo C3 R5, e esta prova vai ‘dizer’ muito do que pode ser o seu futuro próximo no CPR.

De resto, o Rali de Portugal ainda é um evento que seduz muitos pilotos, e extra-campeonato, registe-se a presença de Francisco Teixeira corre com um Skoda Fabia R5, Ricardo Marques marca presença no Rali de Portugal com um Hyundai i20 R5, e entre os piloto que normalmente marcam presença no Rali de Portugal, João Fernando Ramos corre com o Ford Fiesta R5.

O contingente português alarga-se ainda a José Barbosa (Mitsubishi Lancer), Pedro Sá (Mitsubishi Lancer), Pedro Rodrigues (Subaru Impreza STI) os pilotos dos 2WD lusos, Gil Antunes, Hélder Miranda, Pedro Lago Vieira, Joana Barbosa, e depois todo o contingente da Peugeot Rally Cup Ibérica.

Rali de Portugal vai ser uma prova muito importante para as contas do Campeonato de Portugal de Ralis

Visualizou de 4 artigos abertos

O AutoSport limitou a 4, o número de artigos
que poderá ler sem fazer login
Para continuar a ler livremente
os artigos AutoSport,
por favor faça login aqui
Caso não esteja ainda registado,
faça agora aqui o seu
registo gratuito
  • Não é possível alterar o nome de utilizador.

    Deixe um comentário

    Please Login to comment
      Subscribe  
    Notify of
    últimas Newsletter
    últimas Autosport
    AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png