Ralicross de Lousada: Muito animação no arranque do PTRX

Por a 16 Abril 2018 19:32

Boas corridas, muito público e tempo incerto, marcaram o arranque da época de Ralicross, Kartcross e Super Buggy. O palco, a Catedral do Ralicross em Portugal, a pista da Costilha em Lousada…

O PTRX, como agora é denominada a competição arrancou com algumas novidades, entre elas o regresso das quatro corridas de qualificação e a introdução da Joker Lap nos Super Buggy e Kartcross. Isso contribuiu para provas bem disputadas, mais corridas e ainda mais espetáculo para o público.
As vitórias sorriram, quase todas a muito custo, a João Novo (Peugeot 106) na Super Iniciação, a Santinho Mendes (Opel Astra) na Super Nacional 2RM, a Pedro Tiago (Citroen Saxo) na Super Nacional A1.6, a Joaquim Santos (Ford Focus) nos Super Car, a Miguel Moura (Ford Escort Cosworth) na Super Nacional 4WD, a João Ribeiro (Citroen Saxo S1600) na Super 1600, a Paulo Godinho (PG0012) nos Super Buggy e a Jorge Gonzaga (ASK EVO) nos Kartcross.

Kartcross
Pedro Rosário (Semog Bravo ER) partiu para a final da primeira posição, na frente de Jorge Gonzaga (ASK EVO) e Luís Almeida (Semog ER), mas não escapou à confusão da curva um e perdeu segundos preciosos. Jorge Gonzaga aproveitou e passou a liderar. Pedro Palma (Semog Bravo) colocou em terceiro, na frente de Pedro Rabaço (Hsport).
Jorge Gonzaga, em topo de forma neste início de época, seguiu para a vitória, com Luís Almeida a três segundos. Pedro Palma (Semog Bravo) foi terceiro, mas teve que suar para chegar ao pódio. O Campeão em título, Pedro Rosário, depois do percalço na partida, foi sexto.

Super Buggy
A pole foi para Paulo Godinho (PG 0012) que venceu duas das três corridas de qualificação, que arrancou na frente de António Santos (Toniauto TT SB 1300) e Rafael Teixeira (Toniauto TT SB 1300). Este último partiu muito bem, mas travou demasiado tarde para a curva um e baixou para terceiro. António Santos assumiu a liderança, mas por pouco tempo, com Paulo Godinho a assumir a dianteira.
Arménio Rodrigues ficou pelo caminho, com problemas no Atmos Strong e Paulo Godinho venceu, seguido António Santos e Rafael Teixeira.

Iniciação
João Novo venceu a final, depois de uma corrida plena de emoção, em que tudo levava a querer que seria Rafael Rocha a ganhar. Voltando atrás, Rafael Rocha (Peugeot 106) venceu três das quatro corridas de qualificação e saiu da pole na final. João Novo (Peugeot 106) e Rodrigo Correia (Peugeot 205) seguiram-se-lhe na grelha.
Rafael Rocha partiu na frente mas João Novo não lhe deu um segundo de descanso. Os dois da frente lutaram muito e as idas à joker Lap foram decisivas para a classificação final. Os dois pilotos alternavam-se, mas Rodrigo Correia não chegou ao fim, com problemas no motor do Peugeot.
João Novo venceu, Rocha foi segundo.

Super Nacional 2RM
Santinho Mendes (Opel Astra GSI) dominou na qualificação, venceu três corridas e deixou a restante vitória para Nuno Magalhães (Ford Escort). A primeira linha de grelha de partida, foi ocupada pelo Campeão em título Luís Moreira (BMW 325i). Na final, Santinho Mendes, Luís Moreira e Nuno Magalhães lutavam pela primeira posição e só a custo, depois da curva dois é que Santinho ficou na frente.
O homem do BMW passou para segundo e o Ford Escort ficou atravessado na saída da curva, gerando confusão. Nuno Magalhães regressou à prova, mas pouco depois perdeu a traseira do Escort. Com um novo pião, caiu para último. José Sousa (Peugeot 306) aproveitou para subir para terceiro e Andreia Sousa (Toyota Starlet) era 4ª, até que na fase final da corrida, foi ultrapassada por Adão Pinto (Opel Astra).
Santinho Mendes venceu, seguido de Luís Moreira, José Sousa, Adão Pinto e por Andreia Sousa, que em quinto, foi a senhora melhor classificada. Paulo Reis (Peugeot 306) encerrou o top6.

Super Nacional A 1.6
Quatro corridas de qualificação e três vencedores distintos. Pedro Tiago (Citroen Saxo) foi o único que repetiu a vitória e dessa forma conseguiu a pole-position para a Final A. Daniel Sousa (Peugeot 106) foi outros dos vencedores e por isso segundo, à frente de Luís Morais.
Pedro Tiago partiu da pole e Daniel Sousa teve que ‘furar’ para chegar à frente da corrida. Américo Sousa aproveitou a boleia e colocou-se em segundo.
Na volta seguinte Pedro Tiago ganhou uma posição por troca com Américo Sousa. Benjamim Sousa (Citroen Saxo) passou para terceiro, por troca com Américo Sousa. A corrida esteve ao rubro e as idas à Joker Lap baralhavam
No final o triunfo foi para Pedro Tiago, seguido por Daniel Sousa, a 1,24s. Benjamim Sousa foi terceiro, seguido por Américo Sousa , Tiago Ferreira e Leandro Macedo.

Super 1600
João Ribeiro (Citroen Saxo S1600) ganhou quatro corridas de qualificação e foi segundo na outra, ganha por José Eduardo Rodrigues (Peugeot 206 S1600). Mário Teixeira (Ford Fiesta S1600) foi terceiro.
João Ribeiro colocou-se na frente da corrida, mas com oito concorrentes a lutarem pela liderança, só na curva dois é que as coisas se começaram a definir, neste caso mal para Nuno Araújo (Citroen C2 S1600), que saiu de pista e baixou para último.
José Eduardo Rodrigues rodava em segundo, mas Mário Teixeira passou-o, e pouco depois ficou na frente da corrida. Mas João Ribeiro foi à Joker Lap, perto do fim, e só depois tudo se decidiu, com o piloto do Citroen Saxo S1600 a vencer, seguido por José Eduardo Rodrigues e Mário Teixeira.
Bruno Gonçalves, noutro Citroen Saxo S1600) partiu de sexto e terminou em quarto, à frente de Joaquim Machado (Peugeot 206 S1600). André Sousa (Peugeot 207 S1600) fechou o grupo dos seis da frente.

Super Car e Super Nacional 4WD
Joaquim Santos (Ford Focus) e Pedro Matos (Citroen DS3) dividiram as duas primeiras posições da grelha. Santos com três vitórias arrecadou a pole, Matos foi segundo e José Lameiro (Seat Leon) ficou com o terceiro posto, à frente de Miguel Moura, que, em quarto, era o melhor da Super Nacional 4WD.
Joaquim Santos partiu na frente e Pedro Matos seguiu-o de perto. José Lameiro colocou-se em terceiro mas teve que se defender de Miguel Moura. Admar Pereira (Subaru Impresa WRX) era quinto.
Ao longo da corrida Joaquim Santos manteve-se na frente, mas sem margem de manobra para errar. Pedro Matos teve que se ‘contentar’ em ser segundo, à frente de Lameiro. Miguel Moura foi quarto e ganhou a Super Nacional 4WD, na frente de Ademar Pereira.
A próxima prova disputa-se em Mação, a 5 e 6 de maio próximo.

Classificações Online – CLIQUE AQUI

 

 

Época de Ralicross, Kartcross e Super Buggy arrancou em Lousada…

Visualizou de 4 artigos abertos

O AutoSport limitou a 4, o número de artigos
que poderá ler sem fazer login
Para continuar a ler livremente
os artigos AutoSport,
por favor faça login aqui
Caso não esteja ainda registado,
faça agora aqui o seu
registo gratuito
  • Não é possível alterar o nome de utilizador.

    Deixe um comentário

    Please Login to comment
      Subscribe  
    Notify of
    últimas MAIS MOTORES
    últimas Autosport
    AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png