Os novos campeões nacionais de Karting

Por a 15 Setembro 2019 20:37

O Campeonato de Portugal de Karting KIA decidiu-se no Kartódromo de Baltar, palco da quinta e última prova da época, sob a organização do Clube Automóvel do Minho. Oito anos depois, a pista nortenha regressou ao CPK e consagrou os novos campeões nacionais da modalidade: Romeu Mello (Iniciação), Maria Germano Neto (Cadete), Adrián Malheiro (Juvenil), Luís Alves (Júnior), Guilherme de Oliveira (X30), Hugo Marreiros (X30 Super Shifter absoluto e Master) e Rodrigo Ferreira (X30 Super Shifter Sénior).

Por Ricardo S. Araújo e Filipe Cairrão

Na categoria Iniciação, os mais jovens pilotos do Karting nacional proporcionaram uma intensa – mas leal – discussão pelo título. Romeu Mello chegou a Baltar na frente do campeonato, mas foi o seu principal adversário, Guilherme Morgado, a vencer as duas mangas de qualificação e a Final, com os dois jovens pilotos a mostrarem grande fair play ao longo do fim de semana. Na pontuação final, Romeu Mello sagrou-se campeão nacional, na frente Guilherme Morgado, enquanto Xavier Lázaro também terminou a época em excelente plano, conseguindo o melhor tempo nos treinos cronometrados e o terceiro lugar na Final de Baltar. Francisco Iglesias foi o quarto classificado e registou a melhor volta da corrida (1m17,895s), enquanto Joana Lima e Francisco Correia completaram a classificação em Baltar.

Na categoria Cadete, Noah Monteiro e Maria Germano Neto eram os candidatos ao título e foi a piloto de Guimarães a tornar-se campeã nacional, depois de um segundo lugar na Final de Baltar.
Maria Germano Neto, que tinha sido colocada fora de prova na ronda anterior, em Viana do Castelo, terminou a Final atrás de Santiago Alves, que assim repetiu o triunfo obtido em Leiria, confirmando também o seu terceiro lugar no campeonato. Refira-se que Maria Germano Neto é a segunda menina a ser campeã nacional de Karting, depois do título de Mariana Machado na categoria Juvenil, em 2015.

Noah Monteiro foi um meritório vice-campeão, no final de uma corrida onde fez uma notável recuperação até ao sexto lugar (largou de 14.º). Rodrigo Seabra foi outro dos destaques do fim de semana, subindo ao pódio pela primeira vez este ano e obtendo ainda a volta mais rápida da corrida (55,933s). Pedro Cachada foi o quarto classificado em Baltar e Martim Marques também fez uma excelente recuperação, terminando no top 5 depois de ter arrancado do 10.º lugar.

Na categoria Juvenil, Adrián Malheiro já tinha assegurado a revalidação do seu título em Viana do Castelo, mas o luso-espanhol voltou a ganhar a prova em Baltar, desta feita após forte oposição de José Pinheiro, o novo vice-campeão nacional, e Pedro Barbosa, que voltou a mostrar a sua evolução ao dar réplica aos dois principais protagonistas da categoria. Manuel dos Santos ficou muito perto do pódio e foi o quarto classificado, terminando o campeonato no terceiro posto, na frente de João Oliveira, o grande ausente da Juvenil em Baltar. Francisco Costa fechou os cinco primeiros na derradeira prova, na frente de Rodrigo Ferreira e do estreante Martim Hatzakis.

O pelotão da Júnior assistiu a uma das mais emocionantes corridas do fim de semana, com Luís Alves e Ivan Domingues a discutirem o título até aos últimos metros da Final. Após dividirem as vitórias nas mangas de qualificação (Luís Alves tinha sido o mais rápido nos treinos cronometrados), Ivan Domingues e Luís Alves rodaram juntos durante toda a final, com a vitória e a volta mais rápida a ficarem para o piloto de Leiria, enquanto o piloto de Guimarães festejava o seu quarto título nacional, depois de já ter sido campeão na Cadete (2015) e Juvenil (2016 e 2017).
Pedro Perino terminou o ano com um pódio em Baltar, após uma intensa disputa com Santiago Ribeiro (que desceu ao nono lugar após uma penalização por danos na carenagem frontal), Tomás Ribeiro e Manuel Soares.

Na categoria X30 Sénior, a classificação estava suspensa desde a prova de Viana do Castelo, devido ao apelo de um concorrente, mas Guilherme de Oliveira confirmou o seu título com mais uma exibição praticamente perfeita em Baltar, vencendo as duas mangas de qualificação e a Final. Gabriel Caçoilo terminou a apenas 0,180s do piloto de Vila Nova de Gaia, enquanto Manuel Silva voltou a demonstrar a sua evolução e conseguiu o primeiro pódio da temporada, na frente de Manuel Leão e Lourenço Monteiro.

A categoria dos karts com caixa de velocidades, a X30 Super Shifter, teve emoção até ao final na luta pelo título. Rodrigo Ferreira estava em boa posição para assegurar o título absoluto, rodando no segundo lugar da Final (atrás de Yohan Sousa), quando o seletor da caixa de velocidades cedeu, obrigando o portuense a abandonar. Pelo caminho também já tinha ficado outra candidata ao título, Rita Teixeira, numa corrida onde Yohan Sousa voltou a mostrar a sua classe, repetindo o triunfo que já tinha obtido em Fátima, apesar de não estar inscrito no campeonato. Miguel Ramos terminou a 0,733s do piloto do Entroncamento e foi o segundo classificado da geral e da Sénior, na frente de Ricardo Borges, que também estava em condições de discutir o título absoluto e da Sénior. Com o quarto lugar, fruto de uma penalização de cinco segundos por danos na carenagem frontal, Hugo Marreiros sagrou-se campeão nacional absoluto e da Master, no final de uma época muito competitiva e que abre excelentes perspetivas para a Taça de Portugal, em Palmela.
Apesar da desistência, Rodrigo Ferreira conseguiu assegurar o título da X30 Super Shifter Sénior, depois de João Dias já ter feito o mesmo na X30 Super Shifter Gentleman na ronda anterior, em Viana do Castelo.

A caravana do Karting nacional vai agora preparar a sempre emblemática Taça de Portugal, agendada para os dias 2 e 3 de novembro, sob a organização do Kart Clube de Lisboa.

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas CNK
últimas Autosport