Red Bull ameaça sair da Fórmula 1… mais uma vez

Por a 18 Maio 2017 10:31

É uma questão já antiga a ameaça da Red Bull em sair da Fórmula 1 se não existirem mudanças nas regras dos motores e esta temporada não é a primeira vez que acontece. E Helmut Marko exigiu que os regulamentos para a próxima geração de motores seja significativamente melhor que os atuais e que se tal não acontecer a sua equipa será forçada a abandonar a competição. As conversações já começaram e para depois de 2020 a Red Bull impôs as seguintes condições.

“A ideia é muito simples. Queremos um motor de 1000 CV, com um KERS padrão e bateria, e que o desenvolvimento não custe mais que 15 a 20 milhões. Devem ter som e que permitam ao piloto fazer a diferença e algumas companhias independentes como Ilmor e Cosworth devem poder fazer motores e que equipas como a nossa ou a McLaren os usem caso queiram”, afirmou o conselheiro da Red Bull Racing. Caso estas condições não sejam reunidas Marko confirmou que a equipa deve sair da F1. “Sim, porque o ano passado a Mercedes não nos deu um motor, a Ferrari também não e a Renault só nos deu porque foi obrigada pelo Ecclestone. Queremos ter uma situação igualitária em que não sejamos chantageados por um construtor”, acrescentou o austríaco.

Visualizou de 4 artigos abertos

O AutoSport limitou a 4, o número de artigos
que poderá ler sem fazer login
Para continuar a ler livremente
os artigos AutoSport,
por favor faça login aqui
Caso não esteja ainda registado,
faça agora aqui o seu
registo gratuito
  • Não é possível alterar o nome de utilizador.

    Deixe um comentário

    13 Comentários em "Red Bull ameaça sair da Fórmula 1… mais uma vez"

      Subscribe  
    Notify of
    2fast4u
    Membro
    Todas as equipas “garagistas” estão dependentes de ter um bom construtor a apoiar, e de preferência a nível oficial. E basta analisar a história da F1 para perceber que, tirando a Ferrari, os construtores passam mas as “garagistas” ficam (de forma geral durante mais tempo). E os seus resultados oscilam consoante o compromisso que é feito. Agora vem a Red Bull e acha que não pode ser assim, que eles têm de ter acesso a um motor competitivo só porque sim! Mais arrogantes era impossível. Fico muito contente que todos os fornecedores de motor façam o mesmo que a Mercedes… Ler mais »
    MVM
    Membro
    Quem é que chantageia quem? O problema da Red Bull é que nunca mais se encontrou depois do êxito das temporadas de 2010 a 2013. Nessas épocas não tinham o melhor motor, mas ganhavam tudo o que havia para ganhar. Qual será a diferença entre esses anos e estas últimas épocas? O projectista – por mais que o neguem – é o mesmo, a equipa técnica também, tal como o fornecedor de motores e de pneus. Que mudou? Foi só as regras? E a Red Bull começa a tornar-se ridícula e a não ser levada a sério quando repete sistematicamente… Ler mais »
    ernie
    Membro
    A culpa de terem visto a Renault, Ferrari e a Mercedes negarem-lhe motores, deve-se exclusivamente ao facto de este senhor e o seu patrão terem a boca grande, e mandarem bocas que não deviam. Quando a Renault teve problemas em 2015, disseram, fizeram e aconteceram coisas que eles deviam ter calado ou pelo menos não trazer a público da forma como o fizeram. A Mclaren está com imensos problemas há 2 anos e meio que todos conhecemos, em muito pior situação que a Red Bull esteve em 2015, e ainda não teve criticas destrutivas em relação em relação à Honda.… Ler mais »
    2fast4u
    Membro
    Acrescento que o último título que a Red Bull/Vettel teve ficou-se a dever a um Sr. que não me lembro o nome, engenheiro da Renault, que fez um mapeamento de motor que até dava a sensação que o carro tinha controlo de tracção. Isto permitiu a Vettel fazer ainda mais a diferença. E se na altura eu tinha dúvidas quanto à mais valia que era Vettel, no sentido de realmente extrair mais do carro, agora tenho a certeza que ele é mesmo um fora de série. E basta ver o que ele tem feito com o Ferrari, porque o Kimi… Ler mais »
    ZeCambota
    Membro

    Essa sua teoria poderia ser muito interessante se não tivesse omitido o último ano do Vettel na Reb Bull com o Daniel Ricciardo. Aí a “mais valia” Vettel perdeu todo o sentido.

    sr-dr-hhister
    Membro

    Por muito que a posição da Red Bull vos apoquente, têm razão. Os motores estão demasiado caros o que alienou construtores independentes. Claro que há a estória do Pedro e do Lobo e o crédito que vão perdendo.

    frenando_afondo
    Membro

    E nos outros anos porque não falaram sobre isto? Quando ganharam não os vi queixarem-se que a F1 era demasiado cara e já nessa altura tinhamos equipas pequenas em sérias dificuldades.

    Só falam disso porque lhes convém, para suportar o argumento contra a FIA. Além que já usaram esta carta tanta vez que já está bem gasta, já quase nem dá para ver a impressão.

    sr-dr-hhister
    Membro

    Mas isso é óbvio. O que não invalida o facto das unidades de potência serem demasiado caras e construtores independentes terem sido completamente alienados! A verdade é que temos um motor Renault que anda há anos em subdesenvolvimento e a Honda nem se fala. Metam-se na posição da Red Bull que está obrigada a usar Renault. Aliciar constructores depois do falhanço da Honda e com o preço que custam? Boa sorte!

    Pity
    Membro

    Querem sair? Saiam! Chantagem é que não. Da mesma forma que a Honda entrou com “a carruagem em andamento”, a Red Bull que convença um construtor a entrar, mas faça-o desde já, para que, quando vierem as novas regras, esse construtor esteja em condições de avançar.
    Esta gente achava que chegava e ficava a dominar ad eternun, humilhando as equipas históricas.

    frenando_afondo
    Membro

    Enfim, sempre que falham culpa a F1, as novas regras, o motor, a pista, a FIA… Já fazer mea-culpa, aceitar que falharam e fazer melhor para a próxima é que nada.

    Ficaram mal habituados de 2010 a 2013 ou lhes saiu tudo bem, agora que não cosneguem chegar ao nível das da frente, ficam todos amuadinhos.

    Continuem lá a fingir que vão sair e depois metem a viola no saco e continuam.

    iceman7
    Membro

    Tin, tin, tin… dor de cotovelo!
    Pomada durante alguns dias e isso passa, sr. Helmut.

    MiguelCosta
    Membro

    Eu deixava-os ir, alguém compra as equipas e pode ser que não passe a vida a chorar, parecem aqueles putos na escola que são os donos da bola e se eles não jogam ninguém mais joga!

    dumberdog
    Membro

    Parece uma carta de um puto mimado ao Pai Natal!!

    últimas FÓRMULA 1
    últimas Autosport
    AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png