Lewis Hamilton: “Não há desculpa para que a F2 seja melhor que a F1”

Por a 6 Dezembro 2017 15:33

Lewis Hamilton esteve presente na festa do BRDC, British Racing Drivers Club onde aproveitou para falar das mudanças que estão agora a ser estudadas pela Liberty Media e pela FIA para a F1, e também ele pede motores que façam mais barulho, mas vai mais longe dizendo que algo tem que ser feito para que seja possível os monolugares rodarem mais juntos sem que a turbulência aerodinâmica seja tão acentuada: “Tudo isso visto do ponto de vista de um piloto, é lógico que queremos rodar o mais perto possível dos outros carros, tal como acontece no karting. Acho que os Fórmula 1 deste ano são os melhores de sempre, e penso que o Ross (Brown), o Chase (Carey) e as equipas estão a trabalhar no duro para fazerem com que os carros de 2021 sejam ainda melhores. O que eu espero é que sejam mais ruidosos. Penso que também podemos ter pneus maiores. Porque é que no tempo do Jackie Steward ele tinham pneus muito maiores que agora? Penso que com menos aerodinâmica, poderíamos andar mais juntos. No fundo o que penso é que não há qualquer razão para que na F2 seja possível haver melhores corridas que na F1, apesar de andarmos mais depressa. Acho que a Fórmula 1 tem a capacidade de ser tão grande quanto o futebol ou a NFL americana, e ainda bem que o Chase (Carey) e a Liberty (Media) trouxeram coisa novas este ano enquanto aprendem mais sobre o desporto e o que os adeptos querem”

3
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
ernie
Membro
ernie

Condordo absolutamente. Há anos que se fala que a aderência dos F1 deve ser mais por causas mecânicas e menos por aerodinâmicas, e o que fizeram para 2017? Aumentaram as dimensões dos pneus e a largura das vias aumentando a aderência mecânica (Boa!), e para lixar tudo aumentaram as dimensões das asas, aumentando a aderência aerodinâmica e consequentemente a turbulência (Não vou escrever o que me apetecia). Diminuam o tamanho das asas, principalmente a profundidade, obriguem a que todos o planos verticais das asas sejam absolutamente planos e lisos (sem recortes)principalmente nas asas traseiras e incluindo o extractor. Acabem com… Ler mais »

so23101706
Membro
so23101706

Haver desculpa até há: na F2 os chassis e motores são iguais para todos. Fora este pormenor, é evidente que o Hamilton tem razão. Os carros dependem em demasia da aerodinâmica, o que torna quase impossível a um piloto seguir no rasto de outro. Já fiz referência a isto num comentário anterior, mas aqui vai uma boa análise do que a F1 é actualmente: https://www.facebook.com/PeterStevensDesign/posts/1711531472213179

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

Asas frontais menos complexas, mais efeito de solo em todo o monolugar, mais aderência mecânica. Tudo isto foi discutido em 2016, depois de apresentadas as novas regras de 2017 muitos ficaram “vamos continuar a ter problemas em seguir quem vai na frente” e assim foi. Será que é desta que vão começar a ouvir quem percebe e fazer regras que realmente ajudem neste sentido? Têm 50 anos ou mais de experiências, em alguns dos anos da F1 deve haver anos em que vejam como era mais fácil perseguir um monolugar sem ter baixa carga aerodinâmica (que se torna perigoso). Sem… Ler mais »

últimas F1
últimas Autosport