GP Singapura F1: Passeio ao luar de Lewis Hamilton

Por a 16 Setembro 2018 15:11

Quarta vitória de Lewis Hamilton em Singapura. Nem nos seus melhores sonhos o piloto inglês imaginaria que poderia ter um Grande Prémio de Singapura de Fórmula 1 tão descansado. Fez um volta perfeita em qualificação, batendo claramente toda a concorrência, arrancou bem e dominou por completo a corrida, gerindo o seu andamento, nunca construindo uma margem demasiado grande, pois numa pista em que é fácil a entrada do Safety Car, não valia a pena desgastar pneus, perdendo depois todo o avanço.

Ficou sempre a sensação que tinha mais para dar, se necessário. Atrás de si terminou um combativo Max Verstappen, que depois de perder na partida para Sebastian Vettel, recuperou a posição com a ida às boxes, por ‘milímetros’, e depois disso esteve sempre mais perto de atacar Hamilton, o que quase aconteceu com as dobragens, do que foi acossado pelo Ferrari, que com a estratégia escolhida, escolheu pneus ultra macios depois de ter arrancado para a corrida com os híper macios, não quis arriscar a atacar Verstappen, que rodava com macios, enquanto o holandês estava descansado que os seus pneus durariam até ao final da corrida, Vettel nem por isso, tendo desta forma de se contentar com o terceiro lugar.

Desta forma, Hamilton passa de 30 para 40 pontos a vantagem face a Vettel, e com seis corridas pela frente as coisas estão a tornar-se, em condições normais, demasiado complicadas para Vettel.

Grande luta pelo quarto lugar, entre Valtteri Bottas, Kimi Raikkonen e Daniel Ricciardo, que passaram a derradeira dezena e meia de voltas muitos juntos, em luta direta. Acabou por ser o piloto da Mercedes a levar a melhor, mas seguido de perto pelo seu compatriota.

Grande sétimo lugar para Fernando Alonso, depois duma corrida muito sólida, terminando bem na frente de Carlos Sainz Depois de abandonar nas duas últimas corridas, estes pontos sabem bem ao piloto e à McLaren. A fechar o top 10 terminaram Charles Leclerc e Nico Hulkenberg.

Era suposto os dois últimos Grandes Prémios serem feudo da Ferrari, Monza e Singapura, mas quem os venceu a ambos foi Lewis Hamilton. De Monza todos se recordam do que se passou e agora em Singapura, nova exibição dominante, mantendo sempre Max Verstappen, a uma distância controlável. Sem mais para dar, o piloto da Red Bull manteve-se por ali, e atrás de si, Vettel, depois de ter trocado pneus na volta 14, não conseguiu reduzir a margem para Hamilton, ficando mesmo atrás de Verstappen após a primeira paragem nas boxes. Na disso fazia parte do seu roteiro do fim de semana e a partir daí, limitou-se a rodar até ao fim, gerindo os pneus. Caso atacasse, ele próprio revelou posteriormente duvidar que os pneus aguentassem. Mais um golpe nas esperanças deste seu campeonato de 2018.

Quanto a Verstappen, tendo sofrido com um motor ‘problemático’ durante todo o fim de semana, que reclamava ‘falsos neutros’ na caixa de velocidades, Verstappen manteve na corrida a mesma posição da qualificação. Contudo, este terá sido dos últimos Grandes Prémios em que a Red Bull poderia ter uma melhor palavra a dizer, mas a verdade é que a Mercedes e Hamilton estiveram perfeitos.

Atrás dos homens do pódio, Valtteri Bottas, piloto da Mercedes, conseguiu segurar o seu compatriota Kimi Raikkonen na luta pelo quarto lugar, já que Daniel Ricciardo, pouca luta deu, embora rodasse por perto. Logo atrás, dia bom para a McLaren, já que Fernando Alonso usou a sua escolha livre de pneus (foi eliminado na Q2) para terminar em sétimo, como o ‘melhor dos outros’, terminando na frente do Renault de Carlos Sainz, enquanto Charles Leclerc realizou nova boa corrida, terminando em nono.

Dia mau para a Racing Point Force India, com Sergio Perez e Esteban Ocon a envolverem-se no início da corrida, com o francês a ficar logo ali, ‘agarrado’ ao muro, com o mexicano, na volta 33 a realizar uma ultrapassagem disparatada ao Williams de Sergey Sirotkin, acabando com um furo que o levou uma vez mais às boxes, tendo ainda que cumprir um drivethrough.

Mais informação assim que possível.

 

 

Diferença no campeonato passa de 30 para 40 pontos

Visualizou de 4 artigos abertos

O AutoSport limitou a 4, o número de artigos
que poderá ler sem fazer login
Para continuar a ler livremente
os artigos AutoSport,
por favor faça login aqui
Caso não esteja ainda registado,
faça agora aqui o seu
registo gratuito
  • Não é possível alterar o nome de utilizador.

    53
    Deixe um comentário

    Please Login to comment
    21 Comment threads
    32 Thread replies
    35 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    35 Comment authors
    Murray WalkerJoão BernardoMário AJPjójógearless02 Recent comment authors
      Subscribe  
    Notify of
    obernardo93
    Membro
    obernardo93

    onde estavam os toro rosso? onde andam os motores renault? os 6 motores renault ficaram bem a frente dos toro rosso mas isso agora já não interessa, Mclaren melhor que toro rosso mas isso agora não interessa se fosse ao contrario era optimo para as noticias, mas corrigo 4 motores renault ficaram a frente porque os 2 motores que mais a frente ficaram “não são Renault” aquele segundo lugar com motor renault ups.. tag heuer ahaha para o ano vamos ver torro rosso e redbull a lutarem entre si nos lugares.. só tenho pena do MAX para o ano que… Ler mais »

    últimas FÓRMULA 1
    últimas Autosport
    AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png