Faz hoje 10 anos que Timo Glock ‘salvou’ Lewis Hamilton. Eis o que escrevemos no AutoSport, na altura:

À chegada a Interlagos Timo Glock não podia sonhar que iria ser ele o homem que decidiria o título de pilotos deste ano. Na corrida, com o piso molhado, Glock começou logo a ganhar posições nas primeiras voltas e chegou rapidamente às posições pontuáveis, apesar de ter arrancado com tanque cheio, mas beneficiando do facto de ter trocado para pneus de piso seco logo na oitava volta.
Rodando muito perto de Hamilton até àquela que deveria ter sido a última paragem, o alemão perdeu o contacto com o novo Campeão do Mundo devido a um reabastecimento anormalmente longo que o fez regressar à pista atrás de pilotos mais lentos, como Rosberg e Button.
O tempo perdido até estes pararem foi decisivo para perder o contacto com Hamilton, mas quando começou a chuviscar a Toyota foi a única equipa que decidiu manter os seus dois pilotos com pneus para piso seco, o que fez com que Glock ascendesse ao quarto lugar e Trulli ao sétimo posto.
A estratégia estava a dar certo até à entrada da última volta, quando a chuva aumentou de intensidade e nem um nem o outro puderam fazer melhor do que perder 20s para os seus rivais. Isso fez com que Glock fosse superado por Vettel e Hamilton nas últimas curvas, entregando o título ao inglês.

CLIQUE AQUI PARA VER O VÍDEO

GP Brasil 2008: O dia em que Timo Glock ‘entregou’ um título Mundial

Destaques