Ferrari numa maré de azar e autodestruição na F1

Por a 12 Outubro 2017 18:34

É absolutamente incrível olhar para a evolução do campeonato do Mundo de Pilotos e ver que a Ferrari e a Mercedes, leia-se Sebastian Vettel e Lewis Hamilton se entretiveram numa animada disputa pontual, que foi inicialmente favorável ao piloto do carro vermelho, mas que ‘virou’ em Monza, tendo de seguida três fins de semana absolutamente dramáticos para a Scuderia. Apesar de Lewis Hamilton ter passado para a frente do campeonato em Monza, ninguém esperava o que se passou a seguir…

Depois de ter tido uma primeira parte de temporada sem grandes problemas técnicos, apesar de ter recorrido ao quarto turbo compressor para cada um dos seus pilotos bastante cedo, de repente, tudo parece acontecer aos homens de Maranello.

Se em Singapura foi Vettel a criar um problema, na Malásia a Scuderia teve três dificuldades técnicas terminais com as suas unidades de potência, uma com Raikkonen – que o impediu de tomar parte na corrida – e duas com o alemão, que o parou na terceira sessão de treinos-livres e o impediu de tomar parte na qualificação, quando já tinha montado seu quarto V6 turbohíbrido. No domingo passado o germânico sentiu o quarto problema de motor da Ferrari em duas semanas, algo inaceitável para os padrões atuais.

O mais impressionante é que foram questões técnicas distintas e em versões diferentes da unidade de potência italiana – Vettel teve um problema no seu terceiro motor na Malásia, não especificado e, depois, na sua quarta, uma nova versão, foi verificado um tubo de admissão defeituoso, situação também observada no terceiro V6 turbohíbrido de Raikkonen, que era, contudo, de uma versão anterior. Em Suzuka, foi uma vela de ignição a levar o tetracampeão mundial ao abandono e a colocá-lo numa situação extremamente complicada nas contas pelo Campeonato de Pilotos.

Face a problemas tão díspares e, subitamente, recorrentes, as conclusões a tirar são duas: ou os homens de Maranello tiveram sorte ao longo da temporada; ou então estão a arriscar no desenvolvimento na tentativa de extraírem toda a performance possível do Ferrari SF-70H. Seja como for, esta poderá ser uma consequência do enorme salto competitivo dado pela equipa de Maranello entre o ano passado e este ano, precisando de dimensionar o seu departamento de qualidade à realidade que hoje vive e ao ritmo de desenvolvimento impressionante que tem vindo a protagonizar este ano.

Sérgio Marchionne já apontou que é preciso melhorar esta área da equipa, o que já aconteceu, com uma contratação para o departamento de mesmo se isso não signifique despedimentos ou recrutamentos, podendo ser apenas uma questão de metodologia.

Jorge Girão

O que mais vai acontecer à Ferrari?

Visualizou de 4 artigos abertos

O AutoSport limitou a 4, o número de artigos
que poderá ler sem fazer login
Para continuar a ler livremente
os artigos AutoSport,
por favor faça login aqui
Caso não esteja ainda registado,
faça agora aqui o seu
registo gratuito
  • Não é possível alterar o nome de utilizador.

    11
    Deixe um comentário

    Please Login to comment
    7 Comment threads
    4 Thread replies
    4 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    8 Comment authors
    ro19071725rodríguezbrmcarlos.bastos164@gmail.comSoaresAlípio Recent comment authors
      Subscribe  
    Notify of
    frenando_afondo
    Membro
    frenando_afondo

    Acho que já é um pouco bater no ceguinho tanto artigo a falar sobre o azar da ferrari, a auto-destruição da ferrari, o desastre da ferrari, a vela da ferrari, os pneus da ferrari, a cacetada entre os ferrari, o andar para trás da ferrari.

    Acho que já percebemos que as coisas correram mal na Ferrari. Carry on…

    Pity
    Membro
    Pity

    O que hoje estranhamos, era o pão nosso de cada dia até há duas décadas atrás. Quantos campeonatos foram ganhos (e perdidos) por falta de fiabilidade? Acontece, nós é que já não estamos habituados, tal o nível de exigência que as equipas põem na qualidade dos seus produtos.

    jo22101626
    Membro
    jo22101626

    Menos de 20 anos até, o Kimi perdeu um campeonato pela mclaren devido à fiabilidade

    rodríguezbrm
    Membro
    rodríguezbrm

    Também há a teoria do complot. É ver o programa da GP japonês:
    comment image?w=600&h=465

    JLA, despedimento já houve em julho, e da noite para o dia, do Lorenzo Sassi que era o responsável máximo da divisão motorística, chamemos-lhe assim. Tudo no silêncio dos deuses, mas brevemente deverá falar-se do nome dele pois a Red Bull, ou melhor, a Aston Martin anda a contratar pessoal da Ferrari, e se não for essa, certamente será outra que ocupa a box ao lado. Como de costume.

    rodríguezbrm
    Membro
    rodríguezbrm

    Acho curiosa esta estória das votações dos comentários. Esta foto é a mais votada de outubro com os tais likes no principal fórum dos tifosi ( não estou a falar das lojas tiffosi, nome made in Portugal) italianos onde são bloqueados os “antis” ao 1º comentário, basta 1 click de um utente. Todos estão a criticar a saída envolvida num manto de silencio do tal Director. Mas os “ferraristas” portugueses reagem ao contrário com voto negativo. Não é que incomode, até sou dos saudosos tempos dos ralis à noite em que choviam bocas de um lado e do outro dos… Ler mais »

    asfalto
    Membro
    asfalto

    Talvez o azar do Kimi se esteja a propagar pelos carros. Nunca vi ninguém tão azarado.

    *RPMS*
    Membro
    *RPMS*

    Parece que a “profecia” de Alonso se concretiza: “A Ferrari não passa do segundo lugar…” Cumprimentos

    Hamilton 64
    Membro
    Hamilton 64

    O Vetel tem tido muita sorte faz das suas e passa sempre impune.

    kkk
    Membro
    kkk

    Outra vez?!

    Hamilton 64
    Membro
    Hamilton 64

    O Vetel tem tido muita sorte faz sempre das suas e passa impune.

    kkk
    Membro
    kkk

    OUTRA VEZ?…

    últimas FÓRMULA 1
    últimas Autosport
    AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png