Walter Wolf Racing: Quando eles até ganhavam!


Todos sabem que a F1 é, hoje em dia, apenas um retiro para as equipas mais profissionais. Mais: para ganhar corridas e campeonatos, é

necessário estar-se ligado a uma marca de automóveis, ter muitos milhões no orçamento. Mas nem sempre foi assim. Em tempos que já lá

vão, uma equipa privada de F1 conseguia vencer corridas. Um bom exemplo é a Walter Wolf Racing – que até venceu logo na estreia, em 1977! Na realidade, porém, a equipa nasceu um pouco antes dessas vitórias. Milionário nascido na Eslovénia e naturalizado canadiano, Walter Wolf fez fortuna na exploração de petróleo no Mar do Norte. Começou a aparecer na cena dos Grandes Prémios no início da década de 70, tornando-se amigo de Frank Williams.

Em 1975, Wolf assumiu os débitos da Williams, que ascendiam a mais de 140 mil libras, ajudando-a a sobreviver. Meses depois, Wolf propôs a Williams a compra de 60 por cento da Frank Williams (Racing Cars), Ltd., com Frank como team manager. Nascia dessa forma a equipa Wolf-Williams, com base nas mesmas instalações da Williams, em Bennett Road. O canadiano começou por utilizar o remanescente da Hesketh Racing, transformando-o no Williams FW05. O director técnico era Harvey Postlethwaite, Patrick Head o responsável pelo design e Jacky Ickx e Michele Leclere os pilotos.

Os carros pretos e dourados não eram competitivos e, então, Wolf decidiu mudar tudo para 1977. Uma reestruturação que trouxe novo carro, o Wolf WR1, novos pilotos e novos resultados – que foram totalmente inesperados, a começar pelo triunfo de Jody Scheckter, na Argentina.

Tudo acabou em 1980.

Ativar notificações? Sim Não, obrigado