/formula1/f1/memoria-quando-montoya-e-os-irmaos-schumacher-entraram-em-guerra/
 

MEMÓRIA: Quando Montoya e os irmãos Schumacher entraram em ‘guerra’


Estávamos em 2001, Juan Pablo Montoya estava em guerra aberta com os irmãos Schumacher e mesmo se o período de férias deveria acalmar os ânimos, a contenda com os alemães lavou e durou, especialmente depois dos acontecimentos de Suzuka.
E tudo isto porque o colombiano tinha dado mais uma ‘ferroada’ no seu companheiro de equipa presenteando-o com uma foto dum modelo masculino nu, que Ralf Schumacher encontrou colada no volante do seu Williams antes do Warm Up do GP do Japão, reeditando insinuações pouco dignas que, de tempos a tempos, se ouviam no paddock sobre o jovem piloto alemão.

Connie Montoya e Cora Schumacher


Ralf nem reagiu, mas contou o que se passara ao seu irmão Michael, que levou a coisa muito a mal! Antes do briefing de pilotos, o ferrarista confrontou Montoya com a sua atitude, mas a presença de Barrichello – amigo de ambos – acabou por acalmar os ânimos, com o brasileiro a afastar o seu companheiro de equipa de Montoya.
No final da corrida, os dois homens – que terminaram em primeiro e segundo lugar – nem se cumprimentaram e quando Schumacher, falando com Coulthard, se referiu de forma muito depreciativa a Montoya, este insultou claramente o alemão, sendo, desta vez, Coulthard a colocar água na fervura.
Pelos vistos Montoya tinha encontrado duas formas de incomodar Michael Schumacher – nas pistas com a sua pilotagem agressiva e, fora delas, usando o jovem Ralf como isco.