/formula1/f1/f1-verstappen-perto-da-ferrari/
 

F1: Verstappen perto da Ferrari


Não, não se ‘assuste’ porque se trata apenas de recordar algo que se passou há precisamente 20 anos, logicamente com o pai de quem, provavelmente, lhe saltou primeiro à ideia. Como se sabe, Jos Verstappen não correu em 2002, apesar de ter chegado a assinar um contrato de teste com a Sauber, mas acabou por se revelar fisicamente demasiado grande para o carro, que era mais pequeno do que o seu antecessor. Em 2003, Verstappen terminou a sua carreira na F1, na Minardi: “Se Frentzen está com um pé na Arrows, Jos Verstappen parece estar ao corrente da situação e, com a ajuda do seu amigo Michael Schumacher, poderá integrar a Ferrari em 2002, na condição de piloto de testes. Sendo a manutenção na Arrows a sua prioridade, para continuar a tomar parte nos Grandes Prémios, Verstappen sabe que não tem controlo sobre a sua situação – que está nas mãos de Walkinshaw – e, por isso, recorreu a Schumacher para o ajudar.
O alemão aprecia bastante o holandês desde que foram companheiros de equipa na Benetton em 1994 e não hesitou em ajudá-lo, até porque não é grande adepto do trabalho de Luca Badoer. Só que o italiano já tem um acordo com a Scuderia para o próximo ano, mesmo se não tem definido o número de dias de testes que deverá efectuar.
Uma situação que facilitará a promoção de Verstappen a principal piloto de testes da Ferrari, pois Schumacher quererá sempre que seja o holandês a rodar com os sistemas que virá a utilizar mais tarde, relegando Badoer para segundo plano e confinando-o, na práctica, a ensaios em Fiorano e Vairano. É, também, lógico que no caso de Verstappen se mostrar mais rápido que Barrichello – ou pelo menos ao seu nível – Schumacher pretenda impô-lo como seu companheiro de equipa para 2003 e 2004, os dois últimos anos do seu actual contrato com a Ferrari.