F1, Ross Brawn: Ferrari precisa “de transformar uma perda num ganho…”

Por a 11 Agosto 2020 15:27

Na sua coluna no f1.com, o Diretor Executivo da Fórmula 1, Ross Brawn, comentou o momento da Ferrari e de Sebastian Vettel, afirmando que é preciso tentar resolver a situação

“Foi mais um fim de semana difícil para o Sebastian. Conheci estas situações na minha carreira e quando era assim sentava-me com o piloto, um a um, e tentava compreender quais eram os problemas”.

“Em seguida, procurava trazer pessoas para a discussão, engenheiros, etc., que vão ser úteis para melhorar as coisas. Cabe ao Sebastian e à equipa saber como vão lidar com o resto da temporada”.

“Eles têm claramente um piloto muito frustrado. Precisam de encontrar formas de o manter unido durante o resto do ano, para interesse de ambos. Precisam de tentar transformar uma perda num ganho”.

Subscribe
Notify of
29 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
831ABO
831ABO
1 mês atrás

Palavras sensatas, sem dúvida, mas baseadas no pressuposto de que a Ferrari tem algum tipo de interesse em dar condições ao Vettel para se manter competitivo, o que não acontece. No GP do 70.º Aniversário mandaram o Vettel entrar na box ao fim de 11 voltas com pneus duros(!) porque o Leclerc estava atrás dele e não conseguia fazer diminuir a diferença, que permanecia em cerca de 2 segundos. Com isto o Vettel caiu para fora dos pontos, mas o Binotto foi para os media dizer que o pião foi mais prejudicial para a corrida do Vettel que a táctica.… Ler mais »

speedy68
speedy68
1 mês atrás
Reply to  831AB0

É por essas e outras que alguns bons pilotos se vão e somos obrigados a ver Latifis, Giovinazis etc

bravojohny
bravojohny
1 mês atrás
Reply to  831AB0

De acordo. Bom post.

João Duarte
João Duarte
1 mês atrás
Reply to  831AB0

Isso não é verdade. Distância entre os Ferrari na volta em que pára Vettel. Duas voltas antes a diferença era de mais de 2seg. Pá, não inventem.

E1E9B53B-5916-4042-932A-A3E24AD6692E.jpeg
831ABO
831ABO
1 mês atrás
Reply to  João Duarte

Sim, e nas voltas anteriores? Os pilotos têm de abrandar antes de entrar nas boxes, porque o acesso ao pit lane é sempre mais lento do que a pista, certo?

João Duarte
João Duarte
1 mês atrás
Reply to  831AB0

Esta distância não foi à entrada das boxes, foi a meio da volta de entrada. Ninguém abranda antes da entrada na via das boxes.

tnfsfcpgmail-com
tnfsfcpgmail-com
1 mês atrás
Reply to  João Duarte

O Sr. apanha aldrabões?
É preciso paciência. Eu já não a tenho…

Cumprimentos.

831ABO
831ABO
1 mês atrás

#SeComentarNaoBeba

blurr
blurr
1 mês atrás
Reply to  João Duarte

Desculpa mas essa voto tem uma diff de apenas 1 segundo….

no-team
no-team
1 mês atrás
Reply to  831AB0

De facto o Binotto devia dar primazia ao Vettel. Terminar com o Vettel em 12º e com o Leclerc em 13º. Isto é o que se chama de gestão perfeita de corrida. Pião? Mas qual pião? Isso são pormenores, isso e o ritmo muito mais elevado do Leclerc, que o levou a um 3º lugar e 4º lugar. Eu acho que a Ferrari devia retroceder, voltar a apostar no Vettel, para quê lutar por podios quando podemos lutar por 10º com o Vettel? Acorda Binotto!!!

Cágado1
Cágado1
1 mês atrás
Reply to  831AB0

Toda e qualquer equipa faz os possíveis para ter os seus 2 pilotos o melhor classificados possível – mesmo que beneficie um deles. Qualquer sugestão do contrário é mera paranóia.

no-team
no-team
1 mês atrás
Reply to  Cágado1

Claro que sim. Repare que o Kimi foi relegado para esse papel de 2º piloto e algumas virgens ofendidas que hoje vomitam estes comentários nada disseram na altura. Também acharam super normal quando a Ferrari roubou a vitória ao Leclerc 2019 no GP de Singapura. E o problema é que nada têm para dizer sequer, porque na única corrida em que o Vettel foi superior esta época, terminou calmamente na frente do Leclerc, não houve qualquer comunicação via rádio no sentido oposto. Se fizer der uma vista de olhos aos comentários da altura, estas almas disseram coisas do género “ah… Ler mais »

no-team
no-team
1 mês atrás

Um primeiro passo passará por explicar ao Vettel que ele não pode continuar a fazer piões de três em três corridas. Por outro lado, também têm de lhe dizer que rodar ao nível dos alpha tauri, como aconteceu durante a jornada dupla em Silverstone não chega. Se quiserem ser ainda mais sinceros, podem também dizer-lhe que o seu tempo com nº1 na equipa durou 5 épocas e que chegou ao fim, daí o contrato não ter sido renovado. O contrato não lhe foi renovado, porque é insustentável ter um piloto com 21 anos de idade a receber o triplo a… Ler mais »

831ABO
831ABO
1 mês atrás
Reply to  n26091744

Acumular tanta estupidez num comentário só é uma proeza. Parabéns.

no-team
no-team
1 mês atrás
Reply to  831AB0

Sim, porque o seu por acaso é genial. Como sempre revela muita sensatez e é altamente imparcial, tirando o rebanho vitelesco (sem ofensa) ler o seu comentário dá pena.

Last edited 1 mês atrás by n26091744
galileufigarogmail-com
galileufigarogmail-com
1 mês atrás
Reply to  n26091744

Concordo. Frio e realista

tnfsfcpgmail-com
tnfsfcpgmail-com
1 mês atrás

É óbvio que o erro foi não terem corrido logo com ele.
Agora venham as “passas do Algarve”…

roq
roq
1 mês atrás

Desde que esse piloto de top entrou na equipa na época passada, os resultados andam de marcha atrás de dia para dia, é só verificar.

RogerM
RogerM
1 mês atrás

Segundo a imprensa internacional, a perda abrupta de rendimento do Vettel em Siverstone, poderá ter haver com o setup do carro, que agora sem os “cavalos mágicos”, tiveram de sacrificar a carga aerodinâmica do carro, para as curvas rápidas de Silverstone. Enquanto o Vettel não mudar de equipa, com um conceito que valorize grande grip traseiro, tal e qual os tempos do difusor duplo e soprado, vai continuar a arrastar-se na Ferrari.

Last edited 1 mês atrás by Roger M
no-team
no-team
1 mês atrás
Reply to  Roger M

O problema do Vettel é sempre o set-up, já no ano passado era, só não foi problema enquanto esteve na Red Bull, se não contarmos com 2014, porque aquela passagem dos V8 para os V6 da era híbrida também não lhe caíram muito bem. Mas em 2015 o motor já não era problema,já estava tudo impecável até chegar a 2016, 2017, 2018, 2019…

Frenando_Afondo™
Frenando_Afondo™
1 mês atrás

Pois, Ross Brawn entende como se deve liderar uma equipa, o problema aqui é que a Ferrari está-se a marimbar para Vettel. Basta ver a quantidade de erros que cometem agora no monolugar do Alemão e as estratégias da treta. No final basta ouvir a rádio, não parecem minimamente preocupados que tenha acabado fora do top 10.

Assim é impossível um piloto fazer o seu trabalho, se está constantemente a ser minado pela equipa.

ma-nac
ma-nac
1 mês atrás

Chama-se a “isto” um verdadeiro entendido e sensato (não cuspiu para o chão como a maioria o faz)

*RPMS*
*RPMS*
1 mês atrás

“Conheci estas situações na minha carreira e quando era assim sentava-me com o piloto, um a um, e tentava compreender quais eram os problemas.”

Será que Ross Brawn teve alguma conversa destas com Barrichello depois de Áustria 2002? E o que lhe terá dito para Barrichello transformar aquela “perda num ganho”?

Cumprimentos

MurrayWalker
MurrayWalker
1 mês atrás
Reply to  Soares

12 de Maio 2002 (última volta grande prémio da Áustria). “Para deixar o domingo do dia das mães mais colorido… mais bonito… mais festejado… Tendo esse foque de vitória esportiva no domingo para à Dona Idely, a mãe do Barrichello… Dona Idely feliz da vida está vendo o filho ganhar a segunda… Vai ter música de vitória?… A Ferrari não vai atrapalhar nosso domingo?… Das 14 mães que foram para a corrida à Dona Idely, mãe do Barrichello não foi… ela não tá aí perto para comemorar… HOJE NÃO!!!!…. HOJE NÃO!!!!… Hoje sim…………. Hoje sim?!?!!… é inacreditável….” Aposto que primeiro… Ler mais »

Last edited 1 mês atrás by Murray Walker
*RPMS*
*RPMS*
1 mês atrás
Reply to  Murray Walker

E o mais bonito foi ver Schumacher, constrangido e percebendo a “barracada” que tinha acontecido, querer chamar o Barrichello para o lugar mais alto do pódio.
Foi um momento de desportivismo que ficou na história da F1.

Mas Ross Brawn deve ter tido a tal conversa “motivacional” que ele agora apregoa aos outros e tudo ficou resolvido…

Cumprimentos

no-team
no-team
1 mês atrás
Reply to  Soares

Já ninguém se lembra disso, a maioria que por aqui passa já não se lembra sequer o que escreveu há uma semana atrás. Lembra-se da história do “prodígio que afinal era um erro de casting” e do “Vettel que sem pressão era o maior”? São os mesmos que agora acham que a equipa afinal o está a sabotar o alemão. É triste não ter noção, para não lhe chamar outra coisa.

Last edited 1 mês atrás by n26091744
*RPMS*
*RPMS*
1 mês atrás
Reply to  n26091744

São os mesmos que em 2014 diziam que os maus resultados da Ferrari foi por culpa do Alonso que “afundou” a equipa, e agora dizem que os maus resultados são culpa da Ferrari que está a “afundar” o Vettel.
Coerências…

Cumprimentos

no-team
no-team
1 mês atrás
Reply to  Soares

Disse tudo. A hipocrisia funciona assim mesmo, haja alguém atento.

Kao Wagner
Kao Wagner
1 mês atrás
Reply to  Soares

Bem lembrado!

Ensaios
últimas F1
últimas Autosport