F1: Pierre Gasly admite que Alpine considera “todas as opções” sobre motor

Por a 21 Junho 2024 12:20

Pierre Gasly deu a entender que a Alpine considera seriamente a compra de um motor de outro fornecedor na Fórmula 1, deixando de competir com a unidade motriz da Renault. 

As afirmações acontecem após ter surgido o relato do Autosport britânico sobre a possibilidade da equipa francesa seguir o caminho de equipa cliente, colocando de parte a unidade da Renault, à medida que procuram formas de melhorar o desempenho e a competitividade na Fórmula 1. A notícia foi recebida com ceticismo, até porque a Renault é um dos mais triunfantes fabricantes de motores na F1 (12 campeonatos do mundo contra os 16 da Ferrari em toda a sua história), seguindo-se mais alguns rumores que dão conta da indisponibilidade da Red Bull-Ford Powertrains poder fornecer a sua unidade motriz em 2026. 

Gasly mencionou que a equipa explora esta opção para alcançar os melhores resultados e extrair o máximo desempenho do seu carro. A consideração de um acordo de motor como equipa cliente faz parte de uma avaliação mais ampla do projeto de F1 da Alpine, motivada por um início de época difícil e por preocupações com o desempenho da sua atual unidade motriz Renault.

“Como equipa, é importante considerar todas as opções e depois formar a sua própria opinião sobre o que é melhor para o desempenho, disse o piloto francês da Alpine. “O objetivo é claro, queremos ser competitivos, lutar na frente. A equipa é aberta em relação a isso, confio na decisão da direção e não tenho preocupações em relação a ela. Sim, perderíamos o nosso estatuto de equipa de fábrica, mas os regulamentos estão elaborados para haver uma clara paridade entre as partes, especialmente em termos de motores”, acrescentou Gasly. 

Esta potencial mudança poderá significar uma alteração importante na estratégia da Alpine, uma vez que esta pondera os benefícios de continuar a desenvolver os seus próprios motores relativamente às vantagens de utilizar uma unidade motriz potencialmente mais competitiva de outro fabricante. O objetivo é melhorar o desempenho geral da equipa e a sua competitividade em pista.

Além desta questão sobre o futuro da equipa francesa na Fórmula 1, a Alpine anunciou hoje o ingresso de Flavio Briatore na estrutura como consultor executivo, respondendo diretamente ao diretor-executivo do grupo Renault, Luca de Meo.

Foto: Philippe Nanchino/ MPSA

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Já não é mais possível o Autosport continuar a disponibilizar todos os seus artigos gratuitamente.
Para que os leitores possam contribuir para a existência e evolução da qualidade do seu site preferido, criámos o Clube Autosport com inúmeras vantagens e descontos que permitirá a cada membro aceder a todos os artigos do site Autosport e ainda recuperar (varias vezes) o custo de ser membro.
Os membros do Clube Autosport receberão um cartão de membro com validade de 1 ano, que apresentarão junto das empresas parceiras como identificação.
Lista de Vantagens:
-Acesso a todos os conteúdos no site Autosport sem ter que ver a publicidade
-Oferta de um carro telecomandado da Shell Motorsport Collection (promoção de lançamento)
-Desconto nos combustíveis Shell
-Acesso a seguros especialmente desenvolvidos pela Vitorinos seguros a preços imbatíveis
-Descontos em oficinas, lojas e serviços auto
-Acesso exclusivo a eventos especialmente organizados para membros
Saiba mais AQUI
Subscribe
Notify of
9 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
F1 FOR FUN
F1 FOR FUN
27 dias atrás

É ridículo a Alpine (Renault) correr com motores da concorrência, que má imagem estão a passar, é publicidade negativa, só pode prejudicar as vendas da Renault. Passa a imagem que os motores da Renault são tão maus que a os carros da Renault vão passar a ser vendidos com motores Mercedes.

Leandro Marques
Leandro Marques
Reply to  F1 FOR FUN
27 dias atrás

A mercedes usa em alguns dos seus veículos motores Renault

chicanalysis
Reply to  Leandro Marques
26 dias atrás

O que, em minha opinião, deu uma péssima imagem á Mercedes.

Leandro Marques
Leandro Marques
Reply to  chicanalysis
26 dias atrás

Concordo.

iloveformulaone
iloveformulaone
Reply to  chicanalysis
26 dias atrás

Não concordo que dá má imagem bem pelo contrário, a Renault não é uma marca qualquer e a prova disso é que eu tenho duas lagunas uma 1.9 DCI com 120 CV que tanto falavam mal, mas a minha tem 500 mil é de fevereiro de 2003 e em estrada aberta é sempre a abrir calor ainda nem há dois meses foi de Famalicão para o Algarve mais uma vez e foi sempre a dar gás a 200 220 190 200 210 220 e já tocou na barreira dos 500 mil. É a versão topo de gama da época em… Ler mais »

iloveformulaone
iloveformulaone
Reply to  iloveformulaone
26 dias atrás

Eu comprei a de 180 cv em 2017 era de 2015 e foi das últimas lagunas a serem lançadas até porque depois ia surgir a Talisman.
Seja como for tanto Renault como VW merecem todo o respeito são marcas maravilhosas e não digo isto por eu ter dois Renault e o meu irmão um VW é mesmo porque os carros têm muita qualidade desde o passado até aos dias de hoje sendo que hoje existem muitos modelos nas duas marcas de altíssima qualidade que não devem nada a ninguém em muitos parâmetros.

Pity
Pity
27 dias atrás

Se eu fosse dirigente da Renault, tingia a minha cara de negro. Que atestado de incompetência.

chicanalysis
Reply to  Pity
26 dias atrás

Racista!

Pity
Pity
Reply to  chicanalysis
26 dias atrás

Faltou um smile…

últimas FÓRMULA 1
últimas Autosport
formula1
últimas Automais
formula1
Ativar notificações? Sim Não, obrigado